Santa Casa testa equipes médicas e pacientes com exames próprios em Aparecida

Após adquirir testes rápidos, hospital planeja nova compra; tempo de espera por resultado é de dois dias

A Santa Casa de Aparecida, que utiliza testes rápidos para agilizar diagnósticos; hospital prevê nova compra (Foto: Marcelo A dos Santos)

Leandro Oliveira
Aparecida

A Santa Casa de Aparecida está testando a equipe de linha de frente do hospital no combate ao novo coronavírus e os pacientes internados na “Ala Covid-19” com suspeita da doença. O hospital comprou testes rápidos há dois meses e iniciou a testagem para agilizar os diagnósticos. Os resultados são divulgados em até três dias.

O administrador da Santa Casa, Frei Bartolomeu Schultz, explicou que os testes adquiridos são feitos por coleta de sangue e indicam se o paciente já teve contato com o vírus, se está com Covid-19 ou nunca foi infectado pela doença. Nesse tipo de exame, o resultado é apresentado após dez dias do primeiro contato com o vírus. “Também compramos os testes PCR Swab, para serem utilizados nos pacientes na Santa Casa. O resultado chega em dois ou três dias e isso nos ajudou muito a identificar os casos de Covid-19. A gente conseguiu, diante disso, fazer esse levantamento”, esclareceu o administrador.

Foram investidos R$ 20 mil na compra dos testes em maio e junho, e foram adquiridos cerca de duzentos testes. “Há a possibilidade de nós adquirirmos mais testes caso seja necessário, porque praticamente 60% das testagens nós já utilizamos no período que estamos cuidando da Ala Covid, em maio, junho e julho”, finalizou.

A Santa Casa de Aparecida tem 12 pacientes internados. Dez deles já diagnosticados com novo coronavírus e dois como casos suspeitos. Quatro pacientes estão utilizando os aparelhos respiradores.

Aparecida registrou nesta semana mais um óbito por novo coronavírus. O município tem cinco mortes confirmadas por Covid-19. Roseira e Potim têm dois e um óbitos, respectivamente. Os três municípios têm como referência a Santa Casa de Aparecida.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?