Contra Covid-19, Aparecida mantém barreira sanitária nas principais entradas da cidade

Ação tem como objetivo orientar a população sobre maneiras de prevenção e barrar avanço do vírus

Profissionais da Saúde abordando motoristas no acesso ao município; ação retorna neste final de semana (Foto: Marcelo A. dos Santos)

Marcelo Augusto dos Santos
Aparecida

A Prefeitura de Aparecida instalou três barreiras sanitárias nas principais entrada do município no último final de semana. A ação é uma forma de prevenção contra o Covid-19, evitando a proliferação da doença.

De acordo com secretaria de Saúde, foram atendidos 18 mil veículos. Os condutores e passageiros dos veículos tiveram suas temperaturas aferidas por agentes da secretaria. As pessoas que apresentaram estado febril (acima de 37,8º) estão sendo encaminhadas para um atendimento a Santa Casa de Aparecida.

Ao todo, três postos foram distribuídos ao longo da avenida Getúlio Vargas (Portal de entrada, em frente à Defesa Civil), da avenida Itaguaçu (em frente à escola Valladão) e na avenida Padroeira do Brasil (próximo à divisa com a cidade de Guaratinguetá).

Os carros de passeios que tenham até sete lugares estão permitidos a entrarem na cidade, mas ônibus de turismo continuam proibidos. As celebrações eucarísticas com público no Santuário Nacional seguem proibidas e aguardam decisão judicial na 2ª Vara Cível de Aparecida. O trabalho será refeito no próximo final de semana.

Vizinha – Potim também mantém o trabalho de fiscalização contra o vírus. Na última terça-feira, a ação identificou um caso suspeito em que uma pessoa estava com febre e havia entrado em contato com outra, infectada. Ele foi encaminhado para consulta especializada.

De acordo com os responsáveis pela atividade, mais da metade dos moradores abordados estavam utilizando máscaras de proteção e apoiam a medida adotada pela administração municipal. A secretaria de Saúde contabilizou que cinco moradores atendidos pelo bloqueio sanitário tiveram sinais da Covid-19 nos últimos 14 dias.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?