Câmara analisa pedido de Ana Alice para afastamento de André Monteiro por trinta dias

Denúncia sobre quebra de decoro é novo episódio de guerra entre vereadores; votação é esperada para o início de dezembro

Na tribuna, o vereador André Monteiro, alvo de pedido de afastamento da Câmara de Aparecida; votação agendada (Foto: Marcelo A. dos Santos)

Leandro Oliveira
Aparecida

A Comissão de Ética da Câmara de Aparecida analisa um pedido de afastamento do vereador André Monteiro (Patriota) por trinta dias. O parlamentar já foi notificado e apresentou defesa nesta semana, após ter seu nome formalmente apontado pela presidente da Casa, Ana Alice Braga (Podemos). A votação que define se Monteiro será afastado está marcada para o próximo dia 6.

André Monteiro, popularmente conhecido como ‘Padrinho’, foi notificado no último dia 19 e responderá por quebra de decoro parlamentar. A Comissão de Ética é presidida pelo vereador José Fábio Borges (PTB) e aguarda a defesa para emitir um parecer. Em caso de decisão favorável pelo afastamento, serão necessários 6 dos 9 votos possíveis, maioria absoluta na Casa.

O vereador acusado relatou ao Jornal Atos que foi vítima de agressão. “Eu estou tranquilo, mas fico aborrecido em virtude de que a própria população e até os próprios vereadores que compõem a Comissão de Ética puderam registrar essa agressão acontecendo. E essa denúncia parte da agressora e pedem trinta dias de afastamento meu. É isso que deixa aborrecido”.

A presidente da Câmara foi procurada pela reportagem do Jornal Atos e informou que não teve acesso ao relatório e que aguardava a resposta do vereador mencionado. Ela afirmou que tem respeitado a Comissão de Ética e confirmou que fez a denúncia com base nos “maus-tratos” que garantiu ter sofrido, que teriam sido transmitidos nas lives das páginas da Câmara nas redes sociais. Ana Alice, que não concedeu entrevista, informou que se baseou no regimento interno para fazer a denúncia.

Histórico – André e Ana Alice travam discussões acaloradas no plenário da Câmara e nos bastidores da Casa há meses. O vereador, opositor declarado ao prefeito Luiz Carlos de Siqueira, o ‘Piriquito’ (Podemos), chegou a pedir a destituição da presidente do Legislativo por não ter atendido aos pedidos feitos por ele para convocar secretários municipais para esclarecimentos. Após levar o caso à imprensa, Monteiro recuou.

Por diversas vezes, Ana e André bateram boca durante as sessões. Recentemente, o vereador publicou um vídeo em que mostrava uma nova discussão e uma agressão da presidente contra Monteiro dentro da Câmara. O parlamentar confrontou Ana Alice, que desferiu tapas no adversário. Na última semana, a vereadora conquistou uma liminar na Justiça, que assegura uma distância mínima de cem metros entre Monteiro e ela, mas a medida não vale para as instalações da Câmara.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?