Aparecida conquista apoio estadual para distribuir alimentos saudáveis a carentes

Ação deve contemplar 260 famílias de baixa renda; primeira entrega de cestas é prevista para início de junho

Cesta Verde distribuída para famílias carentes em Aparecida; convênio com Governo Federal pretende ofertar 260 kits (Foto: Reprodução Gesp)

Lucas Barbosa
Aparecida

A Prefeitura de Aparecida firmou, na última terça-feira (10), um convênio com o Governo do Estado que promete garantir a distribuição de cestas de alimentos saudáveis para 260 famílias carentes. A iniciativa ajudará também os pequenos agricultores da região a aumentarem seus faturamentos.

Após reunir, no fim do ano passado, uma série de documentos solicitados pelo Estado, a secretaria de Desenvolvimento Social de Aparecida foi informada no início desta semana que o Município foi contemplado pelo PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) / Cesta Verde. Desenvolvida em parceria com o Governo Federal, por meio da secretaria da Agricultura e Abastecimento, a ação viabiliza a entrega mensal de mantimentos saudáveis à população de baixa renda de mais de 150 cidades paulistas. Pesando dez quilos, a Cesta Verde é composta por frutas, legumes, tubérculos e verduras, adquiridos pelo Estado de agricultores familiares da região em que a cidade está inserida. Na sequência, os mantimentos são encaminhados às prefeituras, que ficam responsáveis pela preparação e entrega dos “kits”.

A secretária de Desenvolvimento Social de Aparecida, Natália Carvalho, revelou que a expectativa é que as primeiras 260 cestas sejam distribuídas no município em 8 de junho. A chefe da pasta explicou que metade da remessa será destinada às famílias assistidas pelo Cras (Centro de Referência da Assistência Social) e a outra aos moradores que serão selecionados pelas equipes das ESF’s (Estratégia de Saúde da Família). O segundo público será composto por gestantes, idosos, diabéticos e hipertensos. “Com um investimento de R$ 65 mil, o programa a princípio terá a duração de seis meses. Além de beneficiar as famílias em situação de vulnerabilidade social atendidas pelo Cras, a Cesta Verde colaborará muito com os pacientes que serão indicados pelos ESF´s, já que eles necessitam manter uma alimentação saudável, mas muitas vezes não conseguem devido ao alto preço dos produtos”, explicou Natália.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?