Com novo protocolo, Lorena tenta afastar desconfianças sobre vacinação contra Covid-19

Regras divulgadas pela Saúde enfatizam transparência no processo de imunização; cidade inicia atendimento entre 80 e 84 nos

Vacinação contra a Covid-19 para idosos; municípios adotam sistema drive thru para ampliar atendimento (Foto: Reprodução Gesp)

Thales Siqueira
Lorena

A Prefeitura de Lorena emitiu um comunicado, na última terça-feira (23), sobre o novo protocolo para a aplicação da vacina contra a Covid-19. O documento foi desenvolvido com o objetivo de tornar o processo de imunização seguro e transparente, na tentativa de não deixar dúvidas a respeito da confiabilidade do procedimento. Neste sábado, a cidade inicia a imunização para idosos entre 80 e 84 anos, com o Dia D contra a doença.

A medida foi tomada após as repercussões na imprensa de denúncias de falsas aplicações. Nas últimas semanas, casos da “vacinação de vento”, como estão sendo chamadas a aplicação sem injetar o imunobiológico ou uso de seringas vazias, vêm sendo investigados. No país já foram registradas denúncias nos estados de Goiás, Alagoas, Rio de Janeiro e São Paulo. O último episódio aconteceu em uma unidade de saúde de Praia Grande, no Litoral Sul de São Paulo. A secretaria de Saúde investiga se o profissional de saúde enfiou a agulha no braço de uma idosa sem injetar a dose do imunizante.

Segundo o secretário municipal de Saúde de Lorena, Antônio Carlos Rechdan Fabreti, o objetivo principal do protocolo é esclarecer qualquer dúvida de quem for tomar a vacina ou do acompanhante sobre a efetividade da aplicação.

Para isso, ficou determinada uma técnica padronizada de aplicação da vacina contra o novo coronavírus. Todos os profissionais vacinadores irão agir de forma similar independente do ponto de vacinação do município. “Tal ato praticado por alguns poucos profissionais técnicos de enfermagem colocou em dúvida todo o trabalho, gerando uma apreensão nos usuários, tornando este protocolo necessário, tanto na garantia dos direitos dos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) quanto no respaldo legal dos profissionais”, frisou Fabreti.

Entre os 21 itens do novo protocolo, destaques para indicações em que o profissional que for aplicar a dose da vacina deve utilizar álcool em gel entre uma aplicação e outra (caso estiver usando luvas deve ser trocada), explicar o prazo para a segunda dose (caso seja a primeira), aspirar a dose na frente do usuário ou familiar (na impossibilidade de aspirar deve mostrar a seringa com a dose), e posteriormente a vacinação expor a seringa vazia.

As doses que sobrarem deverão ser encaminhadas à central no Centro de Saúde ou acondicionadas na geladeira das salas de vacinas.

Vacinação – O Município deu início a terceira etapa de vacinação no dia 12 de fevereiro contemplando idosos acima de 85 anos. Neste sábado (26), a saúde municipal realiza o Dia D contra a Covid-19.

O atendimento terá como foco idosos de 80 a 84 anos, que receberão a primeira dose da vacina. Serão disponibilizadas 559 doses (48% do público alvo). Idosos de 85 anos ou mais, que ainda não receberam a primeira aplicação do imunizante também serão atendidos.

As aplicações serão realizadas das 8h às 16h, no prédio da secretaria de Saúde (próximo ao Fórum), que, além da estrutura interna, contará com o atendimento em sistema de drive thru para os idosos com dificuldade de locomoção (poderão receber a vacina dentro do carro). O acesso ao drive thru será pela avenida Epitácio Santiago, nº 99, no Centro), sentido rua Benedito Marcondes de Moura Sobrinho, que será interditada para o atendimento.

Para receber a vacina, os idosos serão obrigados a apresentar documento constando o número do CPF, nome da mãe, data de nascimento, endereço de residência e telefone de contato.

A secretaria frisou que, se houver doses remanescentes, o grupo dentro desta faixa etária poderá receber a vacina na próxima semana, de segunda-feira a sexta-feira, no Ambulatório de Especialidades 2, que fica na rua Tupi, nº 350, na Vila Hepacaré.

Os pacientes acamados entre 80 e 84 anos poderão agendar a aplicação da vacina pelo telefone 12 3159-3300 (secretaria de Saúde), das 7h às 17h. A aplicação será realizada aos sábados.

As demais faixas etárias (abaixo de oitenta anos) deverão aguardar a publicação do cronograma oficial do Estado.

Imunizados – De acordo com a última atualização disponibilizada pela Prefeitura, a cidade já recebeu 4006 doses da Coronavac e 820 doses da Oxford, sendo aplicadas 2564 em profissionais da saúde e 627 em idosos e profissionais de instituições.

O instituto Butantan entregou na última terça-feira (23) 1,2 milhão de doses da vacina Coronavac para o governo federal. Até domingo serão distribuídas ao Ministério da Saúde para o PNI (Programa Nacional de Imunização) mais de 3,9 milhões de doses.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) concedeu registro definitivo à vacina da Pfizer contra a Covid -19 sendo a primeira a receber o registro sanitário definitivo no Brasil.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?