Mãe e filhas têm mais de 80% dos corpos queimados após homem atear fogo na casa

Moradores chegaram a mencionar estupro, mas ação não foi confirmada pela PM; crianças de dois meses e seis anos sofreram queimaduras

Viatura da Polícia Civil; crime contra mãe e filhas, em Moreira César segue em investigação (Foto: Arquivo Atos)

Bruna Silva
Pindamonhangaba

Uma mulher e suas filhas de dois meses e seis anos tiveram sérias queimaduras após um vizinho invadir a casa da família e atear fogo, nesta terça-feira (1), no bairro Pasin, em Moreira César. Moradores locais chegaram a mencionar tentativa de estupro, mas a Polícia Militar não confirmou a informação.

Segundo informações da Polícia Militar, o homem que causou o incêndio fugiu do local, mas foi identificado como vizinho das vítimas. Ainda no fim da tarde, policias militares fizeram buscas nas imediações. Ele teria também agredido as crianças antes de tocar fogo.

A capitã da PM de Pindamonhangaba, Lucymeire Jerônimo, afirmou que ele deve ser indiciado pelos crimes. “Não tem motivação. A testemunha não fala de nenhum motivo a respeito”, declarou.

A mulher de 22 anos teve 90% do corpo queimado. Socorrida pelo helicóptero águia, ela foi encaminhada para o Hospital Regional de São José dos Campos. No primeiro momento, as crianças foram levadas para a UPA de Moreira César (Unidade de Pronto de Atendimento) pelos moradores. Mas, devido às gravidades das queimaduras, foram transferidas para unidades especializadas em queimaduras em São Paulo.

A bebê teve 82% do corpo queimado e foi transferida para o Hospital São Mateus, em Tatuapé. Já a menina de seis anos teve 49% de comprometimento de queimaduras e foi transferida para o hospital de referência de queimados, em Limeira.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?