Política a conta-gotas…

Livre para voar

Antônio Carlos

O postulante a deputado estadual Antonio Carlos, ex-prefeito de Caraguá, conseguiu respirar aliviado na tarde da última quarta-feira com a liberação definitiva de sua candidatura pela Justiça Eleitoral. Antonio, que já enfrenta uma oposição ferrenha no Litoral, também passou pelo constrangimento de várias denúncias, inclusive por situações que já haviam sido absolvidas há tempos. Segundo seus apoiadores, agora o homem turbinou sua campanha em busca do pódio em 2 de outubro.

 

 

Agora é caso de polícia

Quem apostava que terminaria em pizza a CEI da Covid, que busca o paradeiro de R$ 4,2 milhões em verbas do Governo Federal em  Cachoeira – período da motolândia – praticamente ganhou. As vereadoras Adriana Vieira, Thálitha Barbosa e Angela Protetora se ‘viraram nos trinta’ para reunir documentos, rastrear o que se pode encontrar de notas fiscais, ouvir personagens que estiveram próximos a essa dinheirama (muitos já sendo investigados pela Justiça) e encerraram o relatório nesta semana. Sem prazo no Legislativo e com portas fechadas pelo próprio sistema, Adriana Vieira entregou uma ‘montanha de documentos’ aos cuidados do presidente da Câmara.

Alegria de um…

…estresse de outro Enquanto Antonio Carlos comemorava a liberação de seu nome na Justiça Eleitoral, comentários pelas rodas políticas da região indagavam que Ortiz Junior terá mais uma vez de seguir com sua campanha por força de liminar, para ver o que deverá acontecer com os votos pós-eleição. Pelo menos foi assim quando se elegeu prefeito de Taubaté, mesmo impugnado pela Justiça.

Correndo na mesma raia

Neto Bota

E na corrida eleitoral que sobe do Litoral para o Vale, também diz respeito a Neto Bota por vaga na Assembleia Legislativa. E na pluralidade de concorrentes no eixo Taubaté-Cruzeiro, a família Bota, bem articulada, deve estar presente nas urnas eleitorais de toda a região, causando inveja a muitos nomes tradicionais do pedaço.

 

 

 

Confia desconfiando

A passagem do governador Rodrigo Garcia por Pindamonhangaba, na última quinta-feira, rendeu mais assunto nas rodas políticas do mercadão do que entre os eleitores. Teve gente assustada com Rafael Goffi, muito próximo ao prefeito Isael, como também do vice, Ricardo Piorino – esse sim, com ares de desconfiado. Outro que suava frio a aproximação, mesmo com o cacife eleitoral em baixa – por conta do assunto propina – era o vereador Magrão. A pergunta que ninguém respondeu: “essa amistosidade tem algo a ver com 2024”?!?!

Loteria eleitoral

Corre na boca-pequena que a lista de apostas da votação dos candidatos a deputados por Pinda – made-in-João Gontijo – está mais famosa e procurada que a própria ‘mega-sena’. Disseram que pelos palpites não há possibilidades de ‘zebra’, ou seja, de alguém se eleger, porque com onze candidatos a estadual e cinco ou seis postulantes ao Congresso Federal, o resultado com certeza será “nenhum de nós”…

Terceira via

Rola pelos bastidores de Guará que a corrida pela presidência da Câmara já estaria definida entre Pedro Sannini (PSC) e Vantuir Faria (MDB), exceto se o prefeito Marcus Soliva resolver abençoar uma terceira via. Quem sabe a Pop Star…

De olho no “governo”!!!

Com a nomeação de João Vaz para a presidência da Codesg, a especulação política de Guará está apostando na indicação do futuro secretário de Governo como eventual indicado à sucessão de Marcus Soliva. A conta é simples, a 745 dias do pleito de 2024, o prefeito estaria no prazo limite para apostar num eficiente secretário – anexo ao seu gabinete – para orientar a continuidade de seus projetos. A menos que não queira fazer sucessor…

Adivinha quem paga…

…a conta? O mercado político de Lorena acredita que o período eleitoral deve injetar aproximadamente R$ 8 milhões na economia local. A estimativa leva em conta mais de vinte deputados com destaque no fundo eleitoral, que estão investindo na cidade, pagando cabos eleitorais, coordenadores de campanha, distribuidores de propagandas, portas-bandeiras, equipes de visitas em domicílios, figurantes para manifestações e, no topo da pirâmide, marqueteiros, vereadores e líderes. Pagam também o equivalente a um tanque de combustível (mês) por carros adesivados. Ainda pagam alimentações, viagens, festas de aniversários e torneios esportivos. Importante considerar, em alguns casos, a grana que aquelas velhas figuras, que calculam a renda do Maracanã apenas pelo aplauso da torcida, levam. Perguntem ao Vaguinho…

Fundamentos sólidos

Até a oposição já sacou que o lance do prefeito Thales Gabriel é trabalhar sua trajetória política em fundamentos sólidos, em Cruzeiro, como base para seus futuros passos. Além de ruas calçadas, unidades de saúde reformadas e escolas revitalizadas, estão os marcos de seu governo – o Hospital Regional, em construção – e a Santa Casa, totalmente modernizada e dinâmica nos atendimentos. Na economia, a multiplicação de novas indústrias e empreendimentos, fechando com a realidade de um shopping movimentando as finanças locais; na infraestrutura, a estação para tratar o esgoto próximo dos 100%, novas avenidas e um anel viário para dar vazão ao crescimento da cidade. Segundo os analistas, pilares que falarão positivamente por si nas futuras eleições do gestor, por excelência!!!

Voo tucano pela região

Se a ideia era colocar o bloco de apoiadores na rua para um caminhada, o prefeito Sylvio Ballerini e seu vice, Humberto Ballerini, cumpriram a missão mobilizando as ruas e praças centrais. Só faltou a estrela principal da manifestação política eleitoral, o governador Rodrigo Garcia, que por condições climáticas, não conseguiu decolagem em Lorena, por ser a primeira cidade da agenda de campanha na manhã da última quinta-feira.

Em Guaratinguetá, aí sim com a presença de Rodrigo Garcia, faltaram alguns tucanos históricos na ‘recepção de boas-vindas’ na Praça Conselheiro Rodrigues Alves, mas moradores e o grupo do prefeito Marcus Soliva lotaram o espaço e visitaram vários pontos políticos da Terra de Frei Galvão.

Em Pindamonhangaba, população e políticos reagiram positivamente ao chamamento do prefeito Isael Domingues para visita do governador. Políticos experientes do local acreditam que o efeito da passagem de Rodrigo Garcia pela Terra da Princesa reuniu até opostos contumazes para 2024, com predominância ao grupo de apoio da dupla Ricardo Piorino e Dr. Isael. Claro que não poderia faltar o Goffi, que tenta ‘quebrar o gelo’ e se reaproximar da cidade, quem sabe, com ‘novos parceiros’.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?