Política a conta-gotas…

 

Dr José Antonio, Youssef Chahin e Thales

Contra o crime

Política a parte, eleição somente no futuro, mas solução de problemas tem de ser para agora. O prefeito Thales Gabriel foi buscar em São Paulo um antídoto para conter a violência persistente em Cruzeiro. Sua agenda esta semana foi na Secretaria de Segurança do Estado, para buscar a implantação da jornada extra – via jornada extraordinária de trabalho da Polícia Civil – que na semelhança da Atividade Delegada com os policiais militares, possibilita maior presença dos agentes civis ao combate a criminalidade.

 

 

Reação contrária

Rodrigo Garcia, Mineiro e Patrícia

O projeto de Leo Fenix que taxa os turistas que forem a Cachoeira Paulista de ônibus, micro-ônibus e van está produzindo ‘ruídos’ no mercado político e mais críticas que elogios. Pelo que ouve e observa nas redes sociais, as duas torcidas (contra e a favor) encontraram um bom palanque para publicidade pessoal no momento, ficando o abacaxi, quer dizer, a palavra final, ao prefeito Antônio Mineiro. Quem duvida que as futuras críticas cairão ‘no colo dele’, sancionando ou vetando o projeto?

 

 

A força da reza

Os centros católicos da região fizeram parte do itinerário do governador Rodrigo Garcia e seus aliados de primeira chamada (candidatos a deputados) no último final de semana. Missa na Canção Nova na companhia do prefeito Antonio Mineiro – com troca de informações e promessas de verbas; turnê na Fazenda Esperança, onde além da reza, a reivindicação de Frei Hans para revitalização e pavimentação em toda extensão da estrada do Pilões. No sim do governador, a boa notícia é que o Hospital Frei Galvão vai receber as especialidades do Regional, acrescida da confirmação de outros recursos que o prefeito Marcus Soliva fez questão de anotar durante a visita.

 

Promessa é dívida

Sylvio Ballerini

Enquanto Rodrigo Garcia adianta nos bastidores os recursos para saúde Marcus Soliva, quer dizer para Guaratinguetá, a pressão de Sylvinho Ballerini vai as alturas, pelas expectativas do aporte financeiro do Estado prometido por João Doria à Santa Casa de Lorena, que há anos, jaz na fila de espera. Embora não tenha entrado oficialmente na agenda de Rodrigo, uma visita na Terra das Palmeiras Imperiais para re$olver ‘a dívida pendente’ com o hospital, deve acontecer no próximo mês!!!

 

 

A lei do retorno

Comentários nos bastidores da visita de Rodrigo Garcia na região, deram conta que o Estado investiu em Cruzeiro tudo o que deveria e mais um pouco, principalmente na liberação da construção do Hospital Regional, agora tem gente esperando para ver o prefeito Thales Gabriel, quer dizer os eleitores da cidade ‘quitar a fatura’, ou seja, reverter todo este investimento em votos ‘a quem de direito’. Se depender de Thales, as urnas vão corresponder! Que venha 2 de outubro…

 

E por falar em Cruzeiro…

…já tem dupla sendo planejada para o jogo de xadrez de 2024. Ao que tudo indica, a força tarefa eleitoral que o vereador Diego Miranda montou, já está dando muito o que falar, inclusive sobre a possibilidade de uma aliança com o Juarez Juvêncio de vice (se a vaidade não imperar, é claro). Além das frequentes aparições de Diego nos bairros e o grupo que se agregou a ele na prestação de serviços à comunidade, é a prova que isso vai ter a ver com as urnas municipais.

 

Tem que combinar…

…com os eleitores – Comenta-se pelas esquinas de Pinda que o vereador e pré-candidato a deputado (estilo cabo eleitoral funcional do PT), Herivelton Vela está tão confiante da vitória de Alckmin e Lula, que já pensa em se posicionar como interlocutor do governo federal com a cidade. Disseram que ele acredita que esta condição deverá potenciá-lo para ganhar a Prefeitura em 2024. Ah! E se o Haddad vencer no Estado, vai somar influência dos dois poderes. Quem viver, verá…

Vermelho e amarelo

Corre na boca pequena que o ex-vereador e atual secretário de Habitação de Pinda, Felipe César, está de ‘partido novo’ e com ares de quem está formando grupo para as próximas eleições municipais. Pelo que se ouviu na pastelaria do Mercadão, Filipe já está com o PSB, prometido e com a missão de fazer no mínimo três cadeiras na futura Câmara, sendo que uma é dele. Conversas de balcão…

 

Capital Federal

Guilherme Carvalho, Pedro e Zé Ritinha

A semana foi movimentada para o prefeito Guilherme Carvalho em Brasília. Ele, acompanhado pelo presidente da Câmara, Pedro Paulo e seu fiel escudeiro, Zé Ritinha, fez uma peregrinação pelos gabinetes do deputados que nunca deixam de prestigiar a cidade de Silveiras,  e ‘encheram os cofres’ da Prefeitura. Marco Bertaiolli descolou R$ 400 mil via transferência especial; Eduardo Cury não deixou por menos, garantiu mais R$ 400 mil para saúde e iluminação. Já o deputado Carlos Sampaio dobrou a verba dos colegas, com R$ 500 mil para custeio da saúde e mais R$ 300 mil destinados à infraestrutura. Como diz o sertanejo: “Eita viagem rendosa sô!” Um milhão e seiscentos…

 

Três em um

Pelo andar da carruagem, a Câmara de Lorena, ou melhor, os vereadores, seguem diversificados em três blocos: o de apoio à presidência, que congrega dois grupos – um que surgiu das urnas com o presidente, e outro que se beneficia do apoio da mesa administrativa. Já o terceiro, é o que tem de ‘engolir a situação’, porque no momento, gritar é pior. Perguntem ao Wandinho, que sabe de tudo e mais um pouco…

Sob ameaças

O mercado político de Lorena tenta decifrar a confissão de ‘mea culpa’ do ex-vereador Vagner da Silva – o Vaguinho, que insinuou nas redes sociais uma espécie de ‘mea culpa’ por ter apoiado a eleição de Sylvio Ballerini e sua ‘mironga de que ainda’, mas espera, não se arrepender. Quem conhece a figura, acredita num recado logo após o boato que haveria exoneração na secretaria de Serviços Gerais, popularmente conhecida de Garagem, e que enriqueceu muita gente nos idos de Aloísio e Paulo Neme…

Não convidem para…

…a mesma picanha a vereadora Simone do Fran e o colega de Câmara Budão, principalmente se o churrasqueiro for o prefeito Piriquito e a churrascada for para discutir a paterrnidade da verba que pavimentou uma das ruas no bairro Santa Edwiges, de Aparecida…

Carreata da sirene

O prefeito de Aparecida, José Carlos Siqueira – o Piriquito, não se conteve pela alegria em receber 4 ambulâncias do Estado – numa canetada só – que resolveu fazer uma carreata com elas pelas ruas da cidade. Ah! Teve vereador protestando por não ter sido mencionado nas redes sociais pelo prefeito, como autor dos pedidos.

 

Bateram a carteira

Arilson Santos

O prefeito Antonio Mineiro, digo, a Prefeitura de Cachoeira Paulista teve a carteira batida essa semana, por conta dos precatórios herdados da Motolândia. Cerca de R$ 2 milhões foram confiscados dos cofres públicos por determinação da Justiça, para pagamento de dívidas deixadas pelos dois últimos prefeitos: João Luiz e Edson Mota. Comenta-se que até dinheiro carimbado, ou seja, com destinos específicos e oriundos de emendas parlamentares e convênios foram confiscados. Já pensaram que bom seria se pudesse fazer com que os caloteiros da época tivessem que restituir o Município???

 

A força do Executivo

A provável candidatura do vereador Arilson Santos a deputado federal por Guaratinguetá ganhou força esta semana, após se tornar público que o próprio prefeito Marcus Soliva está se empenhando junto a liderança do PSC para garantir a ele legenda para concorrer. Comenta-se que Soliva pretende dar opção aos eleitores local, a ter uma dupla de candidatos da cidade para votar: Arilson Santo (PSC) concorrendo a federal, enquanto Regis Yasumura (PL) a estadual.

Eleição na Câmara

Já que o assunto é eleição, o clima ficou ainda mais intenso na Câmara de Guaratinguetá, depois que Rosa Filippo (PSD) admitiu ser candidata a presidente do Legislativo. Com ela, soma-se mais quatro bem intencionados ao cargo: Fabrício da Aeronáutica que, se não bastasse articular sua pré-campanha a deputado, mantém um olhar fixo na presidência; Marcelo da Santa Casa idem, já levou ‘bolada nas costas’ na disputa passada, acredita que agora é a hora; Nei Carteiro admite disputar, se Fabrício não vingar, e Pedro Sannini, se o cavalo passar arreado, ele monta.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?