Ubatuba avança em modernização na atenção básica de saúde

Agentes comunitários de dez bairros recebem tablets; medida agiliza processo de cadastramento de pacientes da cidade

Reunião de qualificação e entrega de tablets para agentes em Ubatuba (Foto: Divulgação PMU)
Reunião de qualificação e entrega de tablets para agentes em Ubatuba (Foto: Divulgação PMU)

Lucas Barbosa
Ubatuba

Para otimizar o trabalho da rede de atenção básica de saúde de Ubatuba, a Prefeitura revelou na última terça-feira que pretende até o fim do ano disponibilizar tablets para seus 152 agentes comunitários. Através do equipamento, que teve sua primeira remessa entregue na última semana, os servidores municipais armazenarão digitalmente os dados dos pacientes, podendo interligá-los ao sistema de informações do Ministério da Saúde.

Além de receberem seus tablets, setenta agentes comunitários participaram na última quinta e sexta-feira de treinamentos para o uso do aparelho e do aplicativo “E-SUS AB (Atenção Básica) Território”, que reúne informações pessoais e dos estados de saúde dos pacientes assistidos pelas UBS’s (Unidade Básica de Saúde) e ESF’s (Estratégia de Saúde da Família).

Com a ferramenta, a proposta é reduzir o uso de papéis para armazenamento dos registros, agilizando o serviço e facilitando a consulta dos dados de cada morador. O sistema permite também os agentes acompanharem a evolução dos tratamentos oferecidos aos pacientes, principalmente diagnosticados com diabetes ou hipertensão.

Responsáveis pelo atendimento a 6.819 famílias, os agentes comunitários que receberam os tablets na última semana atuam em bairros como Araribá, Estufa II, Estufa II-A, Ipiranguinha, Itaguá, Jardim Carolina, Perequê-Mirim, Tabatinga, Perequê-Açu e Taquaral.

A diretora de Atenção Básica de Ubatuba, Estela Miragaya, ressaltou as melhorias previstas diante a modernização do processo. “O trabalho dos agentes será otimizado, acelerando o registro e sistematização de informações. Os tablets possibilitarão, através do E-SUS, um melhor acompanhamento da gestão de cuidados aos moradores. Também será facilitada a busca de dados epidemiológicos dos bairros”.

Estela explicou que a Prefeitura iniciou recentemente um processo de captação de recursos para tentar viabilizar a aquisição de mais tablets até o fim do ano.

A reportagem do Jornal Atos solicitou à Prefeitura de Ubatuba o valor do investimento para a compra dos setenta tablets, mas nenhuma resposta foi encaminhada até o fechamento desta edição.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?