“Mais Médicos” deve reforçar combate ao coronavírus na região

Governo Federal oferece 61 vagas para profissionais na RMVale; investimento mensal supera R$ 750 mil

Servidores de Aparecida em organização da campanha de vacinação contra gripe; região deve ter reforço por “Mais Médicos” (Foto: Marcelo dos Santos)

Lucas Barbosa
RMVale 

Com 13 casos confirmados de coronavírus, a RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) deve receber, a partir de abril, 61 profissionais ligados ao programa federal ‘Mais Médicos’. O reforço, que dependerá da adesão dos clínicos, deverá beneficiar 15 municípios da região.

Publicado no Diário Oficial da União na última quarta-feira, o edital do Ministério da Saúde prorroga para até 30 de abril o prazo de inscrições para médicos interessados em atuarem em todo o País no combate à pandemia. O processo seletivo teve o seu primeiro edital lançado no último dia 11, mas devido o avanço da pandemia seu período de adesão, que inicialmente era 13 de abril, foi estendido pelo Governo Federal.

O documento estabelece que serão investidos R$ 1,2 bilhão nas contratações de até 5.811 profissionais, que poderão pleitear vagas nas capitais ou em até quatro cidades metropolitanas ou do interior.

Das 61 oportunidades oferecidas pelo Governo Federal aos clínicos na RMVale, 22 são para São José dos Campos, que tem nove moradores infectados pelo coronavírus, e 14 para Jacareí, que ainda não registrou nenhum caso.

As demais vagas na região são distribuídas no edital por: Taubaté (4), Ubatuba (4), São Sebastião (3), Potim (3), Paraibuna (2), Bananal (2), Caraguatatuba (1), Cruzeiro (1), Guaratinguetá (1), Lorena (1), Silveiras (1), Igaratá (1) e Lavrinhas (1).

De acordo com o Ministério da Saúde, parte dos médicos deve começar a atuar na RMVale a partir do início de abril.

Com as ofertas de salários de R$ 12,3 mil, os interessados em participarem do processo seletivo devem se inscrever pelo site maismedicos.gov.br.

Caso todas as vagas sejam preenchidas na RMVale, o investimento federal mensal na manutenção dos profissionais será de R$ 750,3 mil.

Segundo a pasta federal, 44% das vagas serão destinadas as capitais e 56% aos demais municípios brasileiros.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?