Liberado na Justiça Eleitoral, Sato recebe diagnóstico de Covid-19 em Ubatuba

Juiz julga improcedente alegações de concorrentes por rejeição de contas do atual prefeito motivada por falhas em contrato com Estado

O prefeito Délcio Sato, que testou positivo para a Covid-19 (Foto: Reprodução)

Lucas Barbosa
Ubatuba 

Após quase duas semanas de análise, a Justiça Eleitoral liberou no último final de semana o registro de candidatura de Délcio Sato (PSD) a Prefeitura de Ubatuba. Apesar do aval, o atual chefe do Executivo, que tenta a reeleição, será obrigado a interromper sua participação na campanha até o início de novembro, após ser diagnosticado com o novo coronavírus (Covid-19).

Proferida pelo juiz da 2ª Vara de Ubatuba, Fabrício José Pinto Dias, a decisão julgou improcedente os pedidos de impugnação da candidatura de Sato protocolados pelas coligações concorrentes: “Ubatuba Pede Socorro”, que tem como prefeiturável Alex Waltersdor (PSL), e “A Mudança Tem Nome”, da candidata Flávia Pascoal (PL).

Os grupos cobravam que o prefeito fosse barrado na disputa eleitoral, já que sua gestão teve as contas rejeitadas pelo TCU (Tribunal de Contas da União) em 2018 por descumprir um termo de compromisso firmado entre o Município e o Governo Federal em 2013. O acordo estabelecia que a Prefeitura promovesse a pavimentação da rua Jocelino Monteiro, no bairro Barra Seca.

De acordo com a análise do TCU, Sato cometeu um ato de improbidade administrativa, pois não deu prosseguimento à execução da obra, embora contasse com tempo e recursos suficientes, infringindo o princípio da continuidade administrativa, o qual obriga o gestor sucessor a dar seguimento a atividades iniciadas pelas gestões prévias.

Tentando reverter o parecer do órgão, a defesa de candidato apresentou recursos à Justiça em 2018.

Apesar dos apontamentos feitos pelas coligações rivais, a Justiça Eleitoral autorizou no fim da tarde da última sexta-feira (23) o registro de candidatura à reeleição de Sato. Em sua decisão, o juiz Fabrício Dias ressaltou que o candidato da coligação ‘Ubatuba Seguindo Em Frente’ preencheu todas as condições de elegibilidade necessárias, exigidas pela Justiça Eleitoral, para concorrer ao pleito.

Na manhã desta segunda-feira (26), a situação do registro de candidatura de Sato passou a constar como “deferido com recurso” no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Contaminado – Poucas horas antes de receber o aval para participar da eleição, Sato foi informado na manhã da última sexta-feira do resultado do exame que constatou que ele está infectado pelo novo coronavírus. O diagnóstico para Covid-19 foi confirmado através de um teste PCR, que consiste na análise de sangue coletado.

De acordo com a assessoria de campanha do prefeito, ele foi submetido ao exame após apresentar febre e mal-estar no começo da última semana. Através das redes sociais, Sato postou um vídeo no último domingo (25) afirmando sentir-se melhor apesar de ainda estar com febre e dores no corpo.

O chefe do Executivo permanecerá em isolamento domiciliar até o dia 6 de novembro.

 

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?