Estado amplia atendimentos no Hospital Regional de Caraguá

Unidade passa a oferecer exames de alta complexidade; internações são mantidas apenas para vítimas da pandemia

Aparelho de ressonância magnética; Hospital Regional de Caraguá recebe reforço no atendimento (Foto: Divulgação)

Lucas Barbosa
Caraguatatuba

Desde o fim de março atendendo apenas casos do novo coronavírus (Covid-19), o Hospital Regional do Litoral Norte começou nesta segunda-feira (14) a realizar exames de alta complexidade em pacientes diagnosticados com outras doenças. A expectativa do Governo do Estado é que a unidade de Caraguatatuba promova uma média de trezentos procedimentos de análise por mês.

Após um trabalho de agendamento de pacientes no fim de agosto, junto às secretarias de Saúde das quatro cidades litorâneas, a coordenação do Hospital Regional iniciou a ampliação de atendimentos através do Sadt (Serviço de Apoio Diagnóstico Terapêutico). A medida viabiliza que pacientes da região tenham acesso a exames de endoscopia (obtenção de imagens dos órgãos internos), holter (monitoramento cardíaco), mapa (monitoramento da pressão arterial), ressonância magnética (diagnóstico por imagem), tomografia (coleta de imagens através de radiação) e ultrassonografia (obtenção de imagens através de ondas sonoras).

De acordo com a gestão do aparelho público, cerca de 250 pacientes serão atendidos até o fim de setembro. Já nos meses seguintes, a capacidade de exames subirá para trezentos.

Os agendamentos futuros serão realizados por meio do sistema Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde), mediante direcionamento das secretarias municipais de Saúde da RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte), que selecionarão os casos mais urgentes.

Construído através de um investimento estadual de R$ 188 milhões, o Hospital Regional foi aberto em 30 de março para atender exclusivamente pacientes infectados pela Covid-19. Apesar da ampliação de suas funções nesta segunda-feira, a unidade prosseguirá mantendo a internação apenas de vítimas da pandemia.

De acordo com o boletim epidemiológico da Prefeitura de Caraguá, dos vinte leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) do aparelho púbico, dez estão ocupados. Já dos dez leitos de enfermaria, cinco abrigam pacientes.

Pandemia – Enfrentando a situação mais preocupante do Litoral Norte, Caraguá contabiliza até a tarde desta segunda-feira 2.215 infectados pelo novo coronavírus, sendo que 273 são moradores de outras cidades. Do montante de contaminados, 94 morreram (8 de outros municípios) e 46 permanecem internados. Em contrapartida, a Prefeitura não revelou os números de recuperados e de isolados em casa.

Com 1.469 casos confirmados da doença, São Sebastião registrou 43 óbitos, 1.312 curados, sete internados e 122 em isolamento domiciliar.

Já Ubatuba, possui 1.175 contaminados, entre eles 32 morreram, 1.083 se recuperaram e seis permanecem internados.

Em situação mais amena, Ilhabela tem 12 mortos entre os 1.553 pacientes diagnosticados com a doença. Já o número de curados é de 1.485 e o de internados, dois.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?