“Esquecida” no ano passado, Agemvale deve ter orçamento ainda menor em 2019

Principais projetos da Agência Metropolitana seguem engavetados; recursos devem ter corte de 20%

Governador Marcio França observado pelo prefeito de Pinda Isael Domingues; 2018 aquém do esperado (Foto: Arquivo Atos)
Governador Marcio França observado pelo prefeito de Pinda Isael Domingues; 2018 aquém do esperado (Foto: Arquivo Atos)

Lucas Barbosa
Região

Criada em 2015 para ser o “braço operacional” do Governo do Estado na região, a Agemvale (Agência Metropolitana do Vale do Paraíba) pode ter em 2019 um orçamento 20% inferior ao do ano passado. Com diversas propostas “emperradas”, a autarquia deverá receber pouco mais de R$ 2,3 milhões para desenvolver projetos de melhorias para 39 municípios.

Regulamentada pelo ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), em maio de 2015, a Agemvale tem como missão articular, planejar e executar ações públicas que resultem em avanços na região em suas mais diversas áreas como infraestrutura, mobilidade urbana, saúde, segurança e turismo.

Uma matéria publicada pelo jornal “OVALE”, de São José dos Campos, revelou na última semana que a autarquia recebeu em 2018 menos da metade dos recursos prometidos pelo Estado.

De acordo com a publicação, ao invés de R$ 2.915.495, a Agemvale foi contemplada com R$ 1.222.646.

Contando somente com 41% do orçamento previsto, a Agência não conseguiu tornar realidade seus dois principais projetos, o PDUI (Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado) e o ‘Fundo Vale”.

Enquanto o primeiro consiste na elaboração de um plano de ações e diretrizes de desenvolvimento urbano, o segundo é a criação de um fundo que reuniria os recursos encaminhados pelo Estado, municípios e outras fontes de financiamento. Na sequência, o montante seria utilizado em obras e outras medidas que impactassem positivamente na região.

Apontada como o principal obstáculo para o PDUI não ter saído do papel, a decisão do Estado em bloquear R$ 1,5 milhão no fim do ano passado inviabilizou a realização da primeira etapa do projeto.

Para a preocupação dos moradores da RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba), a publicação afirmou que neste ano a autarquia deverá contar com ainda menos recursos do que o prometido para 2018, que foi de R$ 2.915.495. A projeção orçamentária para 2019 é de R$ 2.309.137.

Procurada pela reportagem do Jornal Atos, a Agemvale informou que não se pronunciará sobre o tema já que está em um período de transição de sua diretoria.

O Atos solicitou também um posicionamento do Governo do Estado sobre o tema, mas nenhuma resposta foi encaminhada até o fechamento desta edição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?