Ubatuba tem primeiro morador infectado por coronavírus

Homem de 42 anos segue em isolamento domiciliar no Itaguá; cidade tem três mortes suspeitas

O IML de Ubatuba, cidade registrou primeiro caso de novo coronavírus (Foto: Reprodução PMU)

Lucas Barbosa
Ubatuba

A Prefeitura de Ubatuba confirmou na manhã desta segunda-feira (13) o primeiro caso de novo coronavírus (Covid-19) na cidade, que aguarda os resultados dos exames de outras três mortes e mais de sessenta registros suspeitos.

De acordo com a secretaria de Saúde de Ubatuba, a pasta foi informada na manhã do último domingo (12) pelo Instituto Adolfo Lutz, referência estadual em diagnósticos, que um homem de 42 anos é o primeiro morador da cidade praiana infectado pelo coronavírus.

Queixando-se de dificuldades em respirar, o paciente procurou atendimento médico no último dia 18 na Santa Casa de Ubatuba, onde teve amostras de sangue coletadas. Ele havia retornado recentemente de uma viagem à Espanha, país europeu que contabiliza 17.480 vítimas fatais da Covid-19.

Após ter uma melhora em seu quadro clínico, o homem, que mora no bairro Itaguá, foi liberado da unidade no último dia 21, deste então permanecendo em isolamento domiciliar.

Também no último domingo, exames descartaram 1 óbito e 21 registros suspeitos de coronavírus na cidade do Litoral Norte.

A Prefeitura informou ainda que aguarda o Instituto Adolfo Lutz liberar os resultados dos testes de outros 62 casos e 3 óbitos suspeitos. O Executivo não revelou as idades, sexos e datas das mortes dos moradores que podem terem sido vítimas fatais da doença.

Prevenção – Tentando evitar que Ubatuba seja castigada pela pandemia, o prefeito Délcio Sato (PSD) baixou um decreto no último dia 7 que prorrogou o período de quarentena para até o próximo dia 22 e que determinou outras medidas para reforçar o setor da Saúde. Enquanto a primeira exige que pacientes com suspeita de coronavírus tenham atendimento prioritário nas unidades de saúde da cidade, a segunda estabelece que servidores municipais de outras secretarias poderão ser remanejados para a de Saúde caso seja necessário o reforço de agentes em ações de combate e prevenção à Covid-19.

Além da proibição da circulação de pessoas nas praias e cachoeiras da cidade, segue em vigor a autorização de Sato para que continuem com suas portas abertas apenas estabelecimentos comerciais considerados essenciais como: açougues, bancos, casas de rações animais, farmácias, padarias e supermercados.

 

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?