Prefeitura arma plano para mapear turismo de Potim

Trabalho conta com preparação de equipe após assinatura de convênio com Senac; projeto vai para avaliação na Assembleia Legislativa de São Paulo

O portal de Potim, cidade que colocou em prática trabalho para implantação de Plano Diretor do Turismo (Foto: Arquivo Atos)
O portal de Potim, cidade que colocou em prática trabalho para implantação de Plano Diretor do Turismo (Foto: Arquivo Atos)

Jéssica Dias
Potim

A Prefeitura de Potim assinou um convênio para colocar em prática o Plano Diretor de Turismo. A assinatura entre o Município e o Senac (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) de Guaratinguetá foi confirmada no último dia 6.

O Plano Diretor de Turismo vai capacitar 12 agentes através do curso disponibilizado pelo Senac, com duração de dois meses. As aulas terão início na próxima terça-feira, com previsão para término no dia 10 de outubro. Os participantes serão pessoas ligadas ao Conselho Municipal de Turismo, formado por empresários de Potim, artesãos, profissionais liberais e os representantes da Prefeitura.

“O Plano Diretor de Turismo não é um plano que a empresa chega e entrega pronto para nós, ele vai capacitar os agentes que vão elaborar em conjunto com o Senac”, explicou o diretor de Turismo de Potim, Alex Cardoso. “O Senac faz a compilação dos dados, e depois esses agentes estarão capacitados para fazer a reformulação do plano quando eles têm que ser reinseridos a cada três anos e meio. Cada um dos modelos é de acordo com a realidade da cidade e ele é praticado com esses agentes municipais”.

Dentro do curso são cinco módulos: governança do turismo, diagnóstico de atividade turística, elaboração de diretrizes para o turismo, desenvolvimento do mapa turístico de Potim e elaboração do plano de ação.

Cardoso destacou que hoje o principal “produto” do turismo na cidade é o Caminho da Fé, com 22 quilômetros de estradas até a divisa com Pindamonhangaba ou Guaratinguetá. A expectativa é de que, pelo caminho, passem entre 35 mil a 50 mil pessoas até o final do ano.
“Com o convênio para o Caminho da Fé, as pessoas já sabem o que é Potim. Quando elas chegam na cidade, sabem aonde fica o restaurante, o bar, o ponto de apoio ou pousada. A ideia é fomentar o turismo a partir desses pontos de parada”.

A prefeita Erica Soler (PR) acredita que a iniciativa deve fazer com o que a cidade se destaque cada vez mais. “Nós vamos fazer o que for possível para unir todos os setores da Prefeitura para que possamos fazer um plano de qualidade, de acordo com a realidade de Potim, e que vise o crescimento de nossa cidade. É um dos momentos mais importantes, porque estamos construindo a base deste desenvolvimento”.

O Plano Diretor de Turismo é um dos pontos que o município precisa cumprir para criar uma vaga no MIT (Município de Interesse Turístico), da secretaria do Estado de São Paulo.

O diretor de Turismo explicou que o Plano será encaminhado para a Assembleia Legislativa. “Um conselho feito por eles analisam nosso pedido, e depois vai para aprovação dos deputados estaduais. São 140 vagas, sendo que trinta já foram ocupadas por outras cidades. Estamos pleiteando umas das 110 que estão sobrando”, explicou Cardoso.

Se aprovado, o plano vai garantir uma verba anual de cerca de R$ 600 mil, que será utilizada em infraestrutura urbana e melhorias do turismo. De acordo com a Prefeitura, o Plano de Turismo vai nortear as ações da Diretoria de Turismo, em conjunto com o Comtur (Conselho Municipal de Turismo de Potim) pelos próximos três anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>