Potim estuda reabertura de “Ponte Velha”

Paralisada há anos, local se tornou caminho de fuga para bandidos; trabalho conta com verba de R$ 66,5 mil

Análise técnica na Ponte Velha que recebeu investimento para recuperação de via (Foto: Divulgação)
Análise técnica na Ponte Velha que recebeu investimento para recuperação de via (Foto: Divulgação)

Jéssica Dias
Potim

A Prefeitura de Potim recebeu autorização para realização do estudo da viabilidade de liberação da Ponte Ademar de Barros, conhecida como Ponte Velha. O local, interditado desde 1999, virou rota de fuga para criminosos. O investimento para a recuperação do local é de R$ 66.5 mil.

O pedido foi feito pela prefeita Erica Soler (PR), que recebeu o documento através do deputado estadual Caio França (PSB), com o apoio do vereador Luís Eduardo Andrini (PMN).

Há anos, a Ponte Velha era o principal acesso entre Aparecida e Potim. A via foi interditada em 1999, na gestão do ex-prefeito João Benedito Angelieri, o João Cascão (PSB). Ele acreditava que a ponte teria indícios de queda e a administração na época decidiu pela interdição. A passagem chegou a ser liberada somente para veículos de passeios, mas logo depois foi fechada definitivamente.

Segundo a Prefeitura, hoje a ponte serve de passagem somente para pedestres e ciclistas, mas os motociclistas utilizam a via, porém de forma equivocada. O local dificulta ainda o trabalho da Policia Militar, já que por muitas vezes os bandidos fogem pela via.

Sem um laudo concreto sobre o estado da ponte, a administração solicitou um estudo para saber da viabilidade de liberação. Se liberada, a ponte receberá uma reforma superficial com pintura e iluminação. Caso o parecer seja contrário, a administração vai estudar outra possibilidade para investir no local a fim de acabar com o consumo de drogas e que a via continue sendo rota de fuga para bandidos.

O recurso para o estudo de viabilização é de R$ 66.590,52, com contrapartida da Prefeitura de R$ 7,2 mil. Na próxima semana o município receberá a secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo para dar o início à avaliação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>