Potim abre inscrições para programa Jepoe

Cidade é a primeira no Vale a participar do projeto; vagas para até cem participantes no município

A prefeita Erica Soler assina convênio para programa Jepoe, em Potim (Foto: Divulgação)
A prefeita Erica Soler assina convênio para programa Jepoe, em Potim (Foto: Divulgação)

Da Redação
Potim

Estão abertas as inscrições para o Jepoe (Jovens no Exercício do Programa de Orientação Estadual), em Potim. O atendimento foi iniciado nesta quarta-feira e seguem até a próxima sexta-feira.

O programa, criado pelo governador Márcio França (PSB), tem como objetivo atender centenas de jovens com formação profissional, atividades práticas, auxílio transporte e bolsa de R$ 500.

As inscrições nesta quinta-feira serão realizadas entre 13h e 18h. Já na sexta-feira, o atendimento será das 8h as 13h. “É uma grande conquista para os nossos jovens aprenderem uma profissão, e ainda serem beneficiados financeiramente. Nós estamos em busca de melhoria para a nossa cidade, e temos certeza que vamos ter muitas outras conquistas ao longo desse ano”, enfatizou a prefeita Erica Soler (PR).

Devido ao empenho junto ao Estado em busca de reforço no atendimento e a característica, Potim foi a primeira cidade da Região Metropolitana do Vale do Paraíba a ser contemplada pelo programa. Além dela, apenas Lorena será incluída em próximas ações.

Para participar é necessário comparecer à Prefeitura de Potim, que fica à praça Miguel Correa dos Ouros, nº 101, no Centro, com cópia do comprovante de residência, RG, CPF e histórico escolar.

O programa exige que o jovem tenha entre 16 e 18 anos, seja morador da cidade, esteja matriculado na rede escolar, seja considerado jovem em situação de vulnerabilidade social, e não ser beneficiário dos programas de previdência e seguro desemprego. Após a inscrição, a diretoria de Promoção Social fará a investigação e entrevista, para poder selecionar os cem jovens que serão beneficiados.

Nos cursos oferecidos estariam opções como atendimento ao público, orientações de trânsito e primeiros socorros. A previsão de início do projeto é agosto, com duração de seis meses. No programa, os jovens farão um curso profissionalizante de até 120 horas. Aprenderão noções de ética e civismo, direitos humanos, primeiros-socorros, higiene e saúde, com direito a bolsa mensal de R$ 500 e vale transporte.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>