Erica Soler espera por extraordinária para garantir R$ 6,5 milhões de pavimentação em Potim

Investimento deve pavimentar cinco bairros e drenar o Vista Alegre; vereadores seguem em recesso

A prefeita Erica Soler, quer apoio da Câmara por empréstimo na Caixa (Foto: Arquivo Atos)
A prefeita Erica Soler, quer apoio da Câmara por empréstimo na Caixa (Foto: Arquivo Atos)

Rafaela Lourenço
Potim

Um antigo pedido dos moradores de Potim pode ser atendido ainda este mês. Pelo menos essa é a tentativa da prefeita Erica Soler (PR) em passar um projeto pela Câmara que autoriza o Executivo a firmar um empréstimo junto à Caixa Econômica Federal de R$ 6,5 milhões para pavimentação no município. Os vereadores seguem em recesso.

De acordo com Erica, o projeto enviado à Câmara em maio e que teve alteração em um artigo há duas semanas, especifica um empréstimo através do Finisa (Programa de Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento), linha de créditos da Caixa Econômica Federal que analisa a possibilidade financeira de cada município e define o valor a ser liberado. Em Potim, o investimento beneficiará moradores de bairros como o Chácara Tropical, Frei Galvão, Jardim Cidade Nova, Jardim Alvorada e Miguel Vieira. “A gente consegue pegar esse investimento de R$ 6,5 milhões, dividir em dez anos e pavimentar quase 100% da cidade. Aí a gente finaliza a pavimentação de todos esses bairros e ficaria o Vista Alegre que precisa fazer a drenagem primeiro”, salientou a chefe do Executivo.

Erica contou ainda que no edital de concessão da água do município, já disponível para consulta pública, constam as contrapartidas de R$ 2,3 milhões em pavimentação do bairro Vista Alegre e R$ 1 milhão para a Prefeitura investir em infraestrutura.

O empréstimo com a Caixa, assim como realizado na cidade vizinha Guaratinguetá no valor de cerca de R$ 10 milhões, não impactará os cofres públicos porque segundo Erica, além de ser uma liberação feita pelo programa tendo vista a capacidade econômica e seriedade da gestão pública, serão dois anos de carência e oito para o parcelamento da dívida. Para ela, além dos moradores ganharem mais qualidade de vida, o município deixará de pagar multas diárias por falta de pavimentação. “Temos TAC’s (Termo de Ajuste de Conduta) no Ministério Público com multas diárias por não ter pavimentação. Hoje o município paga muito mais do que isso só de dívidas anteriores. Quase todas portas das escolas não são pavimentadas, e também vamos ter a valorização dos imóveis da cidade”.

A prefeita ficou de encaminhar informações sobre o projeto como valores e ruas beneficiadas para a Câmara até a última sexta-feira e após a entrega pedirá aos parlamentares que realizem uma sessão extraordinária durante o recesso para a discussão do projeto, já que o prazo do programa é de sessenta dias para adesão.

A expectativa é de que a votação seja realizada até o fim do mês.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?