Xeroso assume Piquete com troca de 80% do secretariado e acusa Teca de isolá-lo

Prefeito em exercício garante que termina mandato com promessa de tirar “time Teca” e projeta eleições

Prefeito em exercício, Xeroso já coloca em prática mudanças na Prefeitura para afastar equipe formada por Teca; saúde é primeira preocupação (Foto: Jéssica Dias)
Prefeito em exercício, Xeroso já coloca em prática mudanças na Prefeitura para afastar equipe formada por Teca (Foto: Jéssica Dias)

Da Redação
Piquete

O afastamento da prefeita Ana Maria de Gouvêa, a Teca (PSB), deve gerar mais uma dança das cadeiras na administração municipal. Além da própria chefia do Executivo, agora ocupada pelo empresário Agnaldo Almeida Mendes, o Xeroso (MDB), os cargos de primeiro escalão terão até 80% de trocas. É o que ele revelou em entrevista exclusiva ao Jornal Atos.

Teca foi retirada do cargo após decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, que cassou a liminar (decisão provisória) que a mantinha no comando do Executivo desde outubro do ano passado.

Ela passou por um processo de cassação na Câmara após denúncia de que a Prefeitura não estava prestando cuidados de preservação e manutenção com um centro de educação ambiental, duas escolas municipais, uma academia ao ar livre e um posto de saúde. À época, Teca afirmou que a denúncia era falsa e fazia parte de uma perseguição política.

Com o afastamento, no último dia 24 a cidade voltou a ser administrada por Xeroso. O prefeito em exercício não escondeu o racha político com Teca. Além de trocar a maior parte dos titulares das pastas municipais, ele criticou a gestão que não conseguiu solucionar problemas em áreas prioritárias como a saúde.

Aos 56 anos e formado em curso técnico de contabilidade, Xeroso é nascido em Piquete. Empresário no ramo de supermercados e restaurantes, ele atua há mais de trinta anos na cidade. Em 2018, Xeroso ocupou o cargo por três meses e vinte dias.

Jornal Atos – De que forma o senhor assumiu? Quais alterações pretende colocar em prática?
Xeroso – Na época que eu ganhei a eleição junto com a prefeita (Teca Gouvêa), ela não me deu muita abertura para trabalhar. Eu tenho muita dificuldade aqui dentro (Prefeitura), porque a gente tem um pensamento de administração totalmente diferente e para mim fica difícil, porque eu entro e não tenho a segurança de continuar porque ela pode voltar. Mas a decisão que eu tomei é que hoje eu sou o prefeito e eu tenho que fazer as coisas do meu jeito. Eu estou trocando o secretariado, porque o compromisso do pessoal era com ela e não comigo. Quando ela me convidou para sair como vice e montou o secretariado não me pediu informação nenhuma das pessoas que colocaria. Colocou porque era de confiança dela. Eu já fui candidato a prefeito outras vezes e eu já tinha mais ou menos em mente um secretariado de confiança, pessoas competentes. Eu não sou da política, eu sou um administrador, e eu penso que a Prefeitura é uma empresa prestadora de serviço, e hoje ela tem que ser administrada por uma pessoa que entenda mesmo, e não fazer política aqui dentro”.

Jornal Atos – Mas antes deste desentendimento, havia um projeto conjunto. Como foi a conversa no momento do acerto entre você e Teca, antes da eleição? O que o levou a apostar nela?
Xeroso – A Prefeitura antes vinha sendo mal administrada e a Teca entrou e melhorou muito em termo de administração. Na época, eu ia sair a candidato a prefeito, porque na eleição passada dela eu tinha ficado em segundo lugar, tinha muita chance de ser eleito. Mas ela me fez uma proposta que ia me deixar tomar conta de certos setores, que eu ia ser um “segundo prefeito” na cidade. Foi onde eu abri mão de sair candidato e sai junto com ela. Eu esperava uma participação maior, mas não tinha isso, acabou fechando as portas para mim. Então eu não participava de nada na administração, e quando assumo, vejo que o caminho que eu sigo é diferente do dela.

Jornal Atos – Nesse primeiro escalão, do secretariado, gabinete, o senhor vai trocar tudo?
Xeroso – Uns 80% eu vou trocar. Porque ela (Teca) é meio política. Para mim, eu sou uma pessoa que tem muita facilidade na cidade, porque só tenho amigos, não tenho um inimigo, tanto é que hoje eu tenho 100% de apoio na Câmara, todos são meus amigos e tenho um jeito diferente de administrar. Quero a participação de todo mundo, então a Câmara participa, a população participa. Na eleição passada, ela (Teca) teve o apoio de três vereadores, e no fim, com um ano de mandato, tinha toda a Câmara contra ela. Vou trocar tudo, Saúde, Educação, chefe de Gabinete. Na secretaria de Educação, quem assumiu foi a Mirian que era secretária de Turismo. Ela é professora, já foi diretora de escola. No Turismo quem assume é o Mariomar, na Saúde é o Marcus Coura. É na Saúde que eu estou tendo um problema muito sério. Tinha falta de pulso, de administração, então não está indo bem lá. Da outra vez que eu estive lá, já mostrei o caminho que tinha que seguir e pensei que eles tinham dado continuidade, mas com a volta da prefeita parou tudo de novo. Eu não gostei do secretário que estava lá. Nós temos uma farmácia de distribuição de remédio e ‘os caras’ (sic) não tem controle de nada de lá, de compras, de saída e por vários outros motivos.

Jornal Atos –Você falou sobre a Câmara, mas não só com os vereadores, mas com relação ao cenário político na cidade, como pretender debater e encaminhar demandas que sofrem com apontamentos de dificuldades na administração?
Xeroso – Hoje eu tenho um acesso grande na Câmara com todos os vereadores, porque eu tive uma reunião com eles e falei que não quero base de apoio, não quero nada, quero todo mundo junto trabalhando. O que for bom para a cidade, até da minha parte mesmo, quero que aprove porque vai ser bom, o que for ruim eu não vou nem mandar projeto. A ideia é essa. Eles mesmos estão conscientes que meu modo de trabalhar é diferente do dela (Teca).

Jornal Atos – Nos três meses que assumiu em 2018, o que conseguiu fazer regionalmente falando, até mesmo com deputados e o próprio Estado?
Xeroso – Piquete é uma cidade pequena, não tem muitos recursos porque aqui não tem indústria, não tem nada. Os vereadores estão juntos comigo, fazendo o papel de elo com os deputados, buscando recursos. Piquete é uma cidade que não precisa de obra grande, muito cara, o que necessita é pulso, limpeza, porque a cidade está meio abandonada nessa parte. E o povo quer uma cidade limpa, um Pronto Atendimento trabalhando certinho, mas hoje a minha prioridade é pegar o que tem e organizar e tentar fazer coisa para o município. Eu vejo que tem condição de fazer muita coisa para a cidade, às vezes até independente de um deputado ajudar ou não. Primeiro tem que pegar o que tem no município, os recursos que tem e tentar fazer o possível pra usar, e se vier alguma coisa a mais, é bem-vindo.

Jornal Atos – O processo que a prefeita Teca enfrenta acaba gerando instabilidade com relação a investidores. Como pretende passar esse obstáculo para buscar recursos fora, aporte político ou não, para que a estabilidade jurídica não reflita em dificuldade para investimento?
Xeroso – Eu tento passar em todo lugar que meu pensamento é que eu vou cumprir o resto do mandato aqui, mas o meu posicionamento hoje é que eu sou prefeito e tenho que tocar a cidade, independente do que está passando lá fora. Eu tenho que atuar como prefeito, porque se eu ficar parado esperando a Justiça definir alguma coisa, a cidade não continuará andando, fica parada.

A prefeita Teca Gouvêa, afastada por processo que aponta neglig|ência com prédios do Município (Rafaela Lourenço)
A prefeita Teca Gouvêa, afastada por processo que aponta negligência com prédios da cidade (Rafaela Lourenço)

Jornal Atos – A saúde é o ponto de maior preocupação?
Xeroso – Hoje é o maior problema, nisso também entra a limpeza da cidade, que também afeta a saúde. Atrás do hospital tem um terreno que estava com mato com dois metros de altura. Existem uns terrenos que não têm construção, e já estou mandando intimação O proprietário tem cinco dias para fazer a limpeza, senão eu mando a equipe da Prefeitura limpar e depois mando a conta para o cidadão. Vai ter que deixar a cidade limpa e tudo organizado, os prédios que são da Prefeitura eu estou dando o exemplo de limpar, antigamente não tinha o exemplo.

Jornal Atos – Com relação aos prédios envolvidos no afastamento da prefeita. Você conseguiu identificar?
Xeroso – Já identifiquei os prédios que a prefeita foi acusada de abandonar. Da outra vez que estive prefeito identifiquei o postinho no alto da Bela Vista, que estava abandonado. Eu troquei o telhado, mandei pintar e voltar a funcionar. Eu não me lembro dos outros, parece que tem um outro no bairro São José, uma escola. Já identifiquei e vou ocupar os prédios, não adianta deixar abandonado, porque são prédios que foram mal construídos. A gente tem o postinho do Alto da Bela Vista que é o PSF (Programa Saúde da Família) que fizeram no Alto. As pessoas têm difícil acesso para ir lá, deveria ter construído na parte de baixo, foi mal feito, mas já que está pronto, a ideia é reformar e voltar a funcionar, nem que atenda uma vez na semana para pelo menos poder usar o prédio.Jornal Atos – Esse projeto de finalizar essa administração no final de 2020 seria seguido de disputar a eleição em outubro? O senhor hoje é prefeiturável, além de ser prefeito?
Xeroso – Já faz tempo que estou trabalhando. Vou ser candidato na próxima eleição, só que vou deixar uma cidade mais bonita, mais limpa, porque eu penso que a cidade não é do prefeito, é do povo. A gente só está representando o povo. Às vezes fico até chateado das pessoas pensarem que estou fazendo determinada coisa por causa de reeleição, por causa de política, e não é nada disso, eu estou fazendo porque eu vejo que sou um administrador.
Outro lado – A prefeita afastada foi procurada pela reportagem do Jornal Atos, mas preferiu não comentar o processo e as trocas que devem ser implantadas por Xeroso. Na semana da decisão que derrubou a liminar, ela revelou que iria recorrer à Justiça. “Vamos ter que recorrer, e não sei quanto tempo vai demorar para que tenhamos a solução, porque agora depende da Justiça.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?