Câmara aprova denúncia de documentos falsos em contrato da Prefeitura de Piquete

Morador faz apontamentos de acordo com ONG ligada à saúde; Teca Gouvêa atribui apontamento a “perseguição e politicagem”

Teca Gouvêa, que acredita em perseguição política em denúncia (Foto: Leandro Oliveira)
Teca Gouvêa, que acredita em perseguição política em denúncia (Foto: Leandro Oliveira)

Leandro Oliveira
Piquete

A Câmara de Piquete recebeu uma denúncia contra a prefeita Ana Maria Gouvêa, a Teca (PSB), na sessão da última segunda-feira. Dentro da denúncia estão nove apontamentos. Os vereadores acataram por oito votos a um. A prefeita ainda não foi notificada oficialmente.

A denúncia foi feita pelo ex-vereador João Inácio dos Santos, o Moita (PTB), e entregue à Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização. O presidente da comissão, Rômulo Kazimierz (SD), colocou os apontamentos em votação. Apenas o vereador Rodrigo Nunes (PHS) votou contra.

Kazimierz manteve cautela ao falar sobre a denúncia e preferiu não apresentar os detalhes do documento. “Recebemos o apontamento do ex-vereador Moita a respeito de uma ONG que presta serviço à saúde municipal”, contou. “Ao todo são nove denúncias com relação a documentos falsos”.

Os vereadores terão até noventa dias para investigar os apontamentos. Kazimierz confirmou que vai aguardar a conclusão desse período para intimar todas as partes envolvidas. Além do presidente, a comissão é composta pelos vereadores Joaquim Alves (PP) e Maria Luiza Moreira (PTB).

Rômulo Kazimierz, que comanda apuração denúncia contra prefeita (Foto: Leandro Oliveira)
Rômulo Kazimierz, que comanda apuração denúncia contra prefeita (Foto: Leandro Oliveira)

Depois de recebida, a Câmara tem um prazo de cinco dias para notificar a prefeita. Até a última sexta-feira, Teca Gouvêa não havia recebido a notificação. A líder do Executivo desconhece o teor dos apontamentos e afirmou que as denúncias não passam de desavenças políticas.

“É obrigação da Câmara fazer a fiscalização dos atos do Executivo, mas achei que pudesse ser feito de outra maneira. Se tivessem dúvidas, que perguntassem. Mas existe uma hostilidade e uma oposição muito ferrenha, que prometeu me cassar antes mesmo de eu ter tomado posse. Estão procurando motivos e eu estou tranquila”, respondeu a prefeita.

Teca também citou que na auditoria feita pelo Tribunal de Contas do Estado nenhuma irregularidade foi encontrada. “Com certeza é uma denúncia de cunho político. Todas as denúncias que forem feitas nós vamos olhar. Se tiver algum crime cometido não será da prefeitura”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>