Samu de Pinda passa a receber R$ 700 mil após habilitação no Ministério de Saúde

Base do Samu em Pinda; cidade tem R$ 700 mil com habilitação (Foto: Bruna Silva)

Da Redação
Pindamonhangaba

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Pindamonhangaba foi oficialmente habilitado junto ao Ministério de Saúde. Com isso, passará a receber o repasse do Ministério da Saúde no valor de R$ 777 mil anual, em 12 parcelas.

Desde 2017, todo o custeio do Samu era pago com recursos do Tesouro, somando cerca de R$ 300 mil, com duas unidades: Pindamonhangaba e Moreira César, e três ambulâncias. Em 2018, a secretaria de Saúde entrou com pedido de habilitação junto ao Ministério. A partir da solicitação, foram realizadas várias diligências no município e, em abril de 2019, o Governo Federal reconheceu o processo como completo e correto.

A inclusão de Pindamonhangaba no Samu Regional de Guaratinguetá e o desligamento do Samu Regional do Vale do Paraíba e Região Serrana, coordenado pelo Cisamu, foi aprovada pela CIB (Comissão de Intergestores Bipartite do Estado de São Paulo) em março de 2018.

O paciente deve chamar o Samu em casos de dores no peito de aparecimento súbito; situações de intoxicação ou envenenamento; queimaduras graves; trabalhos de parto com risco de morte da mãe ou do feto; queda acidental; crises convulsivas (ataque, convulsão); acidentes de trânsito com atropelamento; traumas (tórax, abdômen, crânio e fraturas); perda de consciência (desmaio) e sangramentos, hemorragias.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?