Prefeito de Pinda recebe alta do Hospital das Clínicas

Isael deve seguir o tratamento da Covid-19 em casa; secretaria de Saúde contabiliza mais 33 novos casos de coronavírus no município, que chegou a 947 confirmações

Isael Domingues, durante internação em Pinda; prefeito teve alta nesta terça-feira (Foto: Reprodução PMP)

Bruna Silva
Pindamonhangaba

O prefeito de Pindamonhangaba, Isael Domingues (PL), comemorou nesta terça-feira (4), a alta médica que recebeu do Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas), local em que tratava as complicações causadas pelos vírus.

Após 12 dias de internação, o chefe do Executivo deve seguir o tratamento em casa por mais uma semana, conforme recomendação médica. No último mês, Isael foi transferido da Santa Casa de Misericórdia de Pinda para o Incor após desenvolver pneumonia característica da Covid-19.

A alta foi dada depois de o quadro clínico apresentar recuperação notória, sem sinais laboratoriais de inflamação e com as funções respiratórias restabelecidas e independentes de suporte de oxigênio.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, Domingues agradeceu o auxílio que recebeu de sua esposa, Cláudia Domingues e também dos filhos, além das mensagens de apoio enviadas desde que comunicou sua contaminação. “Eu passei por momentos realmente difíceis. Momentos em que a gente começa a sentir a dor de tanta gente e por mais que a gente tente fazer todas as ações em nossa cidade como gestor, a gente ainda se sente pequeno por não conseguir ainda alcançar tudo que a gente gostaria”.

Atualmente Pinda tem 947 casos da Covid-19, oito deles permanecem hospitalizados, sendo dois na Unidade de Terapia Intensiva e outros seis estão na ala de enfermaria. Ao menos 470 pessoas estão em casa com a confirmação da doença. A estimativa é de que mais 820 também estão isoladas com a suspeita da infecção. A média de variação do vírus no município é de 3,6%, enquanto o isolamento social teve queda e ficou na casa dos 44%.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?