Pinda atende comércio e inicia fechamento lateral da feira livre

Obra, que gerou polêmica após anos de cobranças, deve ser concluída até janeiro; feirantes são deslocados para outro ponto

Funcionário da Prefeitura de Pinda durante reforma para fechar lateral do galpão que recebe a feira livre; ação vem após anos de pedidos (Foto: Reprodução)
Funcionário da Prefeitura durante reforma para fechar lateral do galpão da feira livre; ação vem após anos de pedidos (Foto: Reprodução)

Lucas Barbosa
Pindamonhangaba

Com um investimento de quase R$ 918 mil, a Prefeitura de Pindamonhangaba iniciou na última semana as obras de fechamento lateral da feira livre. Além de oferecer uma melhor estrutura para os comerciantes, a iniciativa busca transformar o centro comercial em mais um atrativo turístico da região central do município.

Um dos pontos mais populares de Pindamonhangaba, a feira livre, que abriga 45 bancas, é diariamente frequentada por consumidores que buscam variedades em frutas, legumes e hortaliças. Localizado na Praça da Liberdade, o espaço comercial possuí apenas cobertura no teto, afetando os comerciantes e clientes, principalmente no período de fortes chuvas.

Na tentativa de solucionar este problema, funcionários da terceirizada P.S. Engenharia, sediada em Suzano-SP, iniciaram na manhã do último dia 4 a construção da proteção lateral da feira livre. O serviço contará com um investimento municipal de mais de R$ 567 mil, e uma contrapartida estadual de R$ 350 mil, sendo este valor destinado através da emenda parlamentar do deputado estadual Antônio Ramalho, o Ramalho da Construção (PSDB).
O projeto de melhorias estruturais na feira livre chegou a ser apresentado aos feirantes em 2015 pela antiga gestão municipal, comandada pelo ex-prefeito Vito Ardito (PSDB). Mas com a derrota do tucano nas urnas, coube ao atual chefe do Executivo, Isael Domingues (PR) tornar a proposta realidade.

O serviço consistirá na implantação de diversas chapas metálicas, do tipo trapezoidal (formato de trapézio) e reforço da estrutura do espaço. O local permanecerá isolado por tapumes durante a obra, permitindo apenas a entrada dos operários.

Enquanto ocorre a melhoria, os feirantes atenderão os consumidores em tendas distribuídas pela rua Capitão José Martiniano Vieira Ferraz, no Centro. “Mesmo a empresa tendo um prazo de seis meses para concluir o fechamento lateral, nossa expectativa é que isto ocorra em até quatro meses. Essa melhoria vai proporcionar um ambiente mais organizado e seguro tanto para os comerciantes quanto aos consumidores. Além disso, a feira livre também se fortalecerá como um importante atrativo turístico”, ressaltou a secretária de Infraestrutura e Planejamento, Marcela Franco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>