Pinda aposta em regionalização para alavancar turismo na cidade

Plano deve ser concluído até o fim do primeiro semestre; ação integra seis municípios

O Palácio 10 de Julho, hoje utilizado pela secretaria da Cultura de Pindamonhangaba; cidade projeta ação regional para alavancar turismo (Foto: Reprodução)
O Palácio 10 de Julho, hoje utilizado pela secretaria da Cultura de Pinda; cidade projeta ação regional para alavancar turismo (Foto: Reprodução)

Lucas Barbosa
Pindamonhangaba

Com a meta de impulsionar o crescimento de seu setor turístico, Pindamonhangaba e outros seis municípios deram na última semana mais um passo rumo à conclusão do Plano de Regionalização e Desenvolvimento da Região Turística da Mantiqueira Paulista. O trabalho conjunto entre as cidades é apontado como essencial para alavancar o ramo nos próximos anos.Realizado na última quarta-feira em São José dos Campos, o Fórum de Validação dos Atrativos e Apresentação da Nova Marca Promocional da Região Turística da Mantiqueira Paulista contou com a presença de representantes das secretarias de Turismo de Campos do Jordão, Monteiro Lobato, São Bento do Sapucaí, São Francisco Xavier, Pindamonhangaba, Santo Antônio do Pinhal e Tremembé. No evento, uma das últimas etapas para finalização do Plano de Regionalização, os municípios apresentaram vídeos e relatórios sobre seus principais pontos e atrativos turísticos.

Representando Pinda, a diretora de Turismo, Ana Lúcia Gomes e o guia Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e membro do departamento de Turismo, Fábio Vieira, apresentaram imagens e informações sobre o Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina, Bosque da Princesa e os pontos de balonismo existentes no município.

Além de comemorar o sucesso desta etapa do Programa de Regionalização, que começou a ser elaborado em 2017, Vieira explicou quais mudanças Pinda pretende promover em seu setor turístico nos próximos anos “Buscaremos sensibilizar a população e o setor público privado para o fomento da cultura turística e adequar à infraestrutura. Elaboramos projetos em cronogramas a curto, médio e longo prazo. Em até quatro anos levaremos os planos turísticos para a rede de ensino municipal, e em oito envolveremos restaurantes e hotéis”, avaliou.

O guia revelou ainda quais frutos Pinda pretende colher após a conclusão do plano. “A regionalização turística existe para aproveitar o que as cidades possuem em comum, viabilizando o compartilhamento da infraestrutura turística, beneficiando não somente uma cidade, mas todas que estão a sua volta, além de possibilitar o marketing regional, explorando os privilégios da região”.

A fase seguinte para a conclusão do Plano de Regionalização e Desenvolvimento da Região Turística da Mantiqueira Paulista será a formatação de roteiros turísticos regionais. A próxima reunião, que será realizada em abril, ainda não tem local definido. A expectativa é que o plano seja concluído até o fim do primeiro semestre.

Atrativos – De acordo com o Plano Diretor de Turismo de Pindamonhangaba, a cidade conta com quarenta pontos turísticos. Entre eles se destacam a Fazenda Nova Gokula, Estrada de Ferro Pinda/Campos do Jordão, Pico do Itapeva, Museu Histórico e Pedagógico Dom Pedro I e Dona Leopoldina, Igreja São José, Palacete 10 de Julho e Parque Natural Municipal Trabiju.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?