Parada há mais de um ano, Pinda retoma construção de creche no Palmeiras

Obra estava paralisada devido a atraso em repasse federal; unidade deve atender mais de cem crianças

Prefeitura retoma obra de Cemei Parque das Palmeiras; Isael deve entregar mais quatro creches no ano (Foto: Reprodução PMP)

Lucas Barbosa
Pindamonhangaba

Atendendo a reivindicação dos mais de três mil moradores do bairro Parque das Palmeiras, a Prefeitura de Pindamonhangaba viabilizou no último dia 7 a retomada da construção do Cmei (Centro Municipal de Educação Infantil). A obra, que estava paralisada desde 2017, conta com um investimento federal superior a R$ 2,1 milhões.

Contando com as presenças do prefeito Isael Domingues (PL) e seu vice Ricardo Piorino, o contrato de retomada do serviço foi celebrado no gabinete municipal. A conclusão da obra ficará a cargo da empresa P.S Engenharia, sediada em Suzano-SP, segunda colocada no processo licitatório realizado no início de 2016.

Iniciada em junho de 2016, através de recursos do Ministério da Educação, a construção do Cmei, que atenderá cerca de cem crianças entre 0 e 6 anos, foi paralisada no fim de 2018 após a empresa contratada Vieira Lima Engenharia, sediada em Jacareí, e a Prefeitura, alegarem atrasos nos repasses federais. Segundo o Executivo, apenas 24% da obra prevista no projeto foi executada durante o período.

Desde então, as famílias do Parque das Palmeiras cobravam uma solução do poder público, já que eram obrigadas a matricularem os filhos na creche do bairro vizinho, o Morumbi.

Após tratativas entre Isael e representantes do Ministério da Educação, o Município conseguiu, no fim do ano passado, a liberação do restante verba federal, que é de R$ 1.823 mil, para que os 76 % do projeto sejam concluídos. “Nossa expectativa é que a construção seja finalizada até o fim     deste ano. O prédio contará com oito salas que atenderão alunos de 1,5 a 5,5 anos, e outras duas para crianças do berçário, de 4 meses a 1,5 ano. A unidade também terá refeitório, pátio coberto, sala multiuso, solário, playground, cozinha industrial, área administrativa e banheiros adequados para esta faixa etária”, explicou a secretária de Obras e Planejamento, Marcela Franco.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?