Em dez dias, PDV de Pinda atinge quase metade da meta de adesão

Setenta servidores participam de plano; demissões devem enxugar folha salarial da Prefeitura em até R$ 5 milhões

O prefeito Isael Domingues que abriu o Plano de Demissão Voluntária em Pinda; PDV visa equilibrar despesas com a folha salarial (Foto: Arquivo Atos)
O prefeito Isael Domingues que abriu o Plano de Demissão Voluntária em Pinda; PDV visa equilibrar despesas com a folha salarial (Foto: Arquivo Atos)

Lucas Barbosa
Pindamonhangaba

Pouco mais de uma semana em vigor, o PDV (Plano de Demissão Voluntária) já alcançou quase metade da meta estabelecida pela Prefeitura de Pindamonhangaba. Para o Executivo, o sucesso do plano é fundamental para equilibrar as despesas com a folha salarial, que estão próximas do limite considerado prudencial pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Anualmente, Pindamonhangaba desembolsa mais de R$ 200 milhões para arcar com os salários e benefícios trabalhistas de seus quase 3,7 mil servidores. De acordo com a Prefeitura, o montante representa 52,8% dos recursos. Desta maneira, os gastos estão apenas 1,2% abaixo do limite prudencial.

No trabalho para enxugar a folha salarial em até R$ 5 milhões anuais e impedir o descumprimento da exigência federal, Isael apresentou em janeiro a elaboração do PDV, que tem como público alvo os servidores já aposentados, mas que continuam nos cargos. Para convencer os trabalhadores, o plano concede diversos benefícios como o pagamento de verbas rescisórias e um salário base acrescido dos adicionais fixos para cada ano trabalhado, num teto de dez salários.

No fim de março, a pedido da Câmara, a Prefeitura acrescentou outro incentivo aos funcionários, referente a cestas básicas, que serão dadas de forma proporcional aos anos trabalhados, num limite de até dez. Na época, Isael revelou que a meta era de que 150 servidores aderissem ao PDV.

Aberto no último dia 18, o programa atingiu 46% da meta até a última sexta-feira. “Até o momento, temos setenta servidores que decidiram participar do plano. A maioria são de trabalhadores aposentados e que atuam nos setores de saúde, educação e administração. Ficamos muito satisfeitos com essa adesão tão considerável em poucos dias. Acredito que talvez ultrapassemos a meta”, comemorou o secretário de Administração, Fabrício Augusto Pereira.

Prazo – Os servidores municipais interessados em aderirem ao PDV tem até 16 de julho para se inscreverem.
As dúvidas sobre o plano devem ser esclarecidas no departamento de Recursos Humanos da Prefeitura.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?