Decreto de Isael define mudança em lei de incentivos para garantir “obras gratuitas” em Pindamonhangaba

O prefeito Isael Domingues que abriu o Plano de Demissão Voluntária em Pinda; PDV visa equilibrar despesas com a folha salarial (Foto: Arquivo Atos)
O prefeito Isael Domingues que assinou decreto para alavancar número de obras (Foto: Arquivo Atos)

Lucas Barbosa
Pindamonhangaba

Um decreto assinado pelo prefeito de Pindamonhangaba, Isael Domingues (PR), no início de outubro, estabeleceu que empresas que receberem doações de áreas deverão em contrapartida financiar obras de melhoria no município. A expectativa do Executivo é que o primeiro empreendimento atingido pela lei invista R$3,5 milhões nos setores de infraestrutura e mobilidade urbana.

No último dia 26, Isael publicou um vídeo em sua página oficial no Facebook onde, ao lado do secretário de Desenvolvimento Econômico Marcelo Martuscelli, apresentou o terreno de 14 mil m² no distrito empresarial Dutra, que pretende doar à Nacional Caldeiraria. A concessão da área só ocorrerá após a aprovação da Câmara, que deverá colocar o projeto em discussão até o fim da primeira quinzena de novembro.

Sediada em Jambeiro-SP, a empresa presta serviços de soldagem a diversas indústrias instaladas em Pindamonhangaba.
De acordo com Martuscelli, a Nacional Caldeiraria investirá R$ 4,6 milhões na construção do empreendimento, e empregará inicialmente 45 funcionários.

Em contrapartida ao recebimento do terreno, a empresa comprometeu-se a contratar construtoras que realizarão simultaneamente diversas obras de melhorias pela cidade.

Na região central, além da construção de um boulevard (via larga com decoração paisagística) na rua dos Andradas, serão realizadas adequações na plataforma de embarque e na cobertura do ponto de ônibus na rua Senador Bueno.

No Jardim Residencial Doutor Lessa será reformado o imóvel que abriga a sede do Fundo Social da Solidariedade Municipal. Já na entrada da cidade será construído um portal. “Essa alteração na lei de incentivos garantiu que além da geração de empregos, Pinda seja beneficiada com diversas obras em que a Prefeitura não terá que arcar com nenhum gasto. Com esta economia, o município contará com mais recursos para investir em outras demandas”, afirmou Martuscelli.

Além de revelar que os serviços de melhorias estão previstos para começarem no primeiro semestre de 2019, o secretário de Desenvolvimento Econômico afirmou que a pasta está buscando atrair a chegada de diversos outros empreendimentos ao município. “Assim que iniciadas, nossa expectativa é que as obras financiadas pela Nacional Caldeiraria sejam concluídas entre 18 e 24 meses. Estamos com negociações avançadas com algumas empresas, que reconheceram que Pinda possui um grande potencial industrial, infraestrutural e de gestão pública”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>