Com novo conjunto do CDHU, Pinda avança em política para reduzir déficit habitacional

Moreira César recebe 236 apartamentos populares, com investimento de quase R$ 23 milhões

Assinatura entre município e CDHU na última semana para a construção de novo residencial em Pinda (Foto: Divulgação)
Assinatura entre município e CDHU na última semana para a construção de novo residencial em Pinda (Foto: Divulgação)

Lucas Barbosa
Pindamonhangaba

Buscando reduzir o déficit habitacional de Pindamonhangaba, Prefeitura e o CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano) assinaram na última semana a ordem de serviço para o início da construção de 236 moradias populares no distrito de Moreira César. A obra, que receberá um investimento de quase R$23 milhões, será realizada na região central do distrito.

Além do prefeito Isael Domingues (PR) e outras autoridades municipais, a cerimônia de assinatura teve a presença do presidente da CDHU, Humberto Schmidt, na tarde do último dia 23, no auditório da Prefeitura.

Doado à Companhia em abril de 2017, o terreno que abrigará os apartamentos populares está localizado no loteamento Ayako Honda. A expectativa do CDHU é que a obra seja iniciada em setembro.

O secretário de Habitação, Meio Ambiente e Regularização Fundiária, Marcus Vinicius Faria, apontou a importância da construção das moradias. “Estamos buscando alternativas para reduzir o mais breve possível o déficit habitacional do município, que é de aproximadamente oito mil imóveis. Sem dúvida, a entrega destes apartamentos em Moreira César contribuirá para que alcancemos o objetivo de ajudar muitas famílias a realizarem o sonho da casa própria”.

Durante entrevista à imprensa regional, o presidente do CDHU explicou que duas empresas, que não tiveram os nomes divulgados, foram contratadas para a construção dos apartamentos. Enquanto uma será responsável pela edificação de quarenta moradias até agosto de 2020, a outra terá até agosto de 2021 para entregar os 196 imóveis restantes. Schmidt explicou ainda que as inscrições para os interessados em adquirirem os apartamentos serão abertas somente em 2019. Poderão concorrer somente pessoas que moram ou trabalham em Pindamonhangaba há pelo menos cinco anos, e que não possuam em seus nomes outros imóveis ou financiamentos habitacionais.

Novo projeto – No fim da cerimônia de assinatura da ordem de serviço, Isael aproveitou a oportunidade para revelar ao presidente do CDHU sua intenção em doar um novo terreno para que sejam construídas mais moradias populares em Moreira César.  Em resposta, Schmidt afirmou que analisará o projeto e que agendará o mais breve possível uma nova reunião com o chefe do Executivo.

Um comentário em “Com novo conjunto do CDHU, Pinda avança em política para reduzir déficit habitacional

  • 9 de dezembro de 2018 em 19:11
    Permalink

    Boa tarde,
    gostaria se possível, uma copia da publicação do jornal de Pindamonhangaba da data 23 novembro de 2018
    tentei comprar nas bancas mas não encontro em lugar algum
    obrigado.
    12 996101252

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>