Lorena e Rotary desenvolvem campanha de identificação de hepatite C

Mais de duzentos testes rápidos são realizados no Centro; próxima edição está marcada para junho

Moradores participam da campanha "Procurando C"; equipe realizou 242 testes em Lorena (Foto: Divulgação)
Moradores participam da campanha “Procurando C”; equipe realizou 242 testes em Lorena (Foto: Divulgação)

Lucas Barbosa
Lorena

Uma parceria entre o Rotary Club e a Prefeitura de Lorena viabilizou a realização de uma campanha para a identificação de portadores de hepatite C no último final de semana. A campanha “Procurando C”, que atendeu mais de duzentas pessoas, na região central do município, terá mais uma edição até o fim do primeiro semestre.

Na manhã do último sábado, os moradores de Lorena, que passavam pela praça Doutor Arnolfo de Azevedo, no Centro, foram convidados para realizarem um teste de sangue, que revelava em até 15 minutos se o individuo era portador de hepatite C.

Durante a ação, que teve cerca de quatro horas de duração, foram realizados 242 testes, sendo confirmados três casos da doença.

Além de dar detalhes sobre a parceria com Rotary Club, a coordenadora do programa DST/AIDS da secretaria de Saúde de Lorena, Monique Fernandes, ressaltou a importância da iniciativa. “O Rotary, que já havia realizado duas outras ações semelhantes, há cerca de um mês nos procurou para que organizássemos juntos este trabalho. A ação foi um grande sucesso e os casos confirmados já estão sendo acompanhados pelo nosso programa”.

Monique revelou ainda que a parceria realizará uma edição ainda mais abrangente em 9 de junho. “Desta vez, teremos testes de aids, sífilis e hepatite B e C. Assim como a do último final de semana, na próxima ação  o Rotary atuará na divulgação do evento e na abordagem aos moradores. Já nós ficaremos encarregados da realização dos testes e o acompanhamento posterior aos pacientes”.

O presidente do Rotary Club de Lorena, Domingos Sávio Ribeiro, explicou que nos últimos anos a organização, em âmbito mundial, está engajada em uma campanha de erradicação da hepatite C. “Nas duas ações anteriores, que foram realizadas no Centro e Santo Antônio, Cerca de trezentas pessoas realizaram testes, que revelarem que seis pessoas estavam com hepatite. Nosso objetivo é continuar contribuindo com a sociedade e esta parceria com o poder público é essencial para que nosso trabalho avance ainda mais”.

Números – De acordo com o último levantamento divulgado pelo Fundo Mundial para a Hepatite da Organização das Nações Unidas a hepatite B e C, causadas respectivamente pelo vírus HBV e HCV, atingem cerca de quinhentos milhões de pessoas em todo o mundo.

Já os dados do Ministério da Saúde apontam que mais de 1,5 milhão de brasileiros sofrem de hepatite C, enfermidade responsável por 70% das hepatites crônicas e 40% dos casos de cirrose.

Em Lorena, 38 vítimas da hepatite C são tratadas e acompanhadas pela secretaria de Saúde.

A hepatite C é uma doença viral que leva à inflamação do fígado e sua transmissão acontece através do contato com sangue contaminado. Além de transfusões sanguíneas e compartilhamento de agulhas não esterilizadas, o indivíduo pode ser infectado ao manter relações sexuais sem o uso de preservativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>