Contra dengue, moradores cobram a retirada de lixo e valeta na Vila Geny

Prefeitura de Lorena alega prestar periodicamente o serviço de limpeza no local e MRS, até o fim do mês, promete manutenção em estrutura criticada

Passagem da linha férrea, na Vila Geny; acúmulo de entulho e condições de canaleta preocupam (Foto: Rafaela Lourenço)
Passagem da linha férrea, entre a Vila Nunes e Vila Geny; acúmulo de entulho e condições de canaleta preocupam (Foto: Rafaela Lourenço)

Rafaela Lourenço
Lorena

O descontentamento de moradores do Vila Geny com o acúmulo de lixo e a proliferação de animais peçonhentos próximo à linha férrea voltou a ser assunto em Lorena. A reclamação recorrente perdura há anos. O caso envolve o poder público e a empresa MRS Logística, responsável pela malha ferroviária.

O período úmido da época de chuvas aumenta a preocupação dos moradores com possíveis criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como a dengue, zika e chikungunya. Outros fatores preocupantes são o acúmulo de lixo no entorno da linha férrea e a água parada na canaleta localizada ao lado da linha do trem.

Morador do bairro, Paulo Cesar Garbuio, acompanha a situação do local há quarenta anos e aguarda uma atitude dos responsáveis pelo local.

“É tudo foco de dengue e animais peçonhentos como escorpiões e ratos. Tem restos de material de construção, acúmulo de lixo, dormentes (madeira utilizada na linha férrea). É um descaso total. Já entrei em contato com a Prefeitura, com a Câmara e com a MRS. Não vamos esperar que aconteça algo como o da menininha de Aparecida”, salientou Garbuio, lembrando o caso de Júlia Barbosa dos Santos, de apenas um ano e quatro meses, que morreu após ser picada por escorpião, no bairro Ponte Alta, no início do mês.

Em nota, a Prefeitura de Lorena frisou que a secretaria de Serviços Municipais tem realizado a limpeza da área próxima à linha férrea dentro de um calendário de atividades geral. Destacou ainda que desde a última semana equipes realizam os serviços de roçada e manutenções nos bairros Vila Nunes e Vila Geny. “No mês de novembro, equipes efetuaram a limpeza do lixo descartado nas áreas de responsabilidade da Prefeitura, porém, a limpeza precisa atender outras regiões da cidade e, para manutenção do serviço realizado, a Prefeitura conta com a conscientização da população para que não descarte lixo irregularmente nessas áreas”.

A nota destaca ainda que a área da linha férrea é de responsabilidade da MRS Logística, que frequentemente recebe pedidos de manutenção da Prefeitura.

A reportagem do Jornal Atos procurou a MRS, que informou que foi feita uma inspeção no local e que a canaleta faz parte do sistema de drenagem da ferrovia, e não pode ser removida.

O problema que atinge a estrutura e a comunidade é justamente o de assoreamento do sistema de drenagem. “As canaletas, propriamente, estão em condições operacionais, porém o bueiro onde a água é vertida está bastante assoreado por lixo e entulho, e de fato há indícios de despejo de esgoto de forma obviamente irregular nesse sistema da ferrovia”.

Conforme ressaltado na nota sobre a manutenção periódica, e de que estariam no local até o final do mês, funcionários terceirizados da MRS fizeram a limpeza de toda a extensão da linha férrea nesta semana.

Funcionários durante o trabalho de limpeza da linha férrea na última segunda-feira (28). Foto: Rafaela Lourenço
Funcionários durante o trabalho de limpeza da linha férrea na última segunda-feira (28). Foto: Rafaela Lourenço

O suposto descarte irregular de esgoto na canaleta faz parte das queixas dos moradores, que reclamam da aparição de ratos e mau cheiro no bairro.

Segundo a Sabesp, equipes vistoriaram o local e constataram que as redes coletoras operam normalmente, que não há vazamento de esgoto e que se trata de águas pluviais e/ou minas d’água, não sendo de responsabilidade da Sabesp.

Para a MRS, uma solução sustentável e duradoura dependerá de uma articulação maior entre ferrovia, comunidade e o poder público. O canal de atendimento à população é através do 0800-979-3636.

Audiência pública – A Prefeitura realizará uma audiência pública e disponibilização de consulta pública da minuta de edital e contrato para a concessão administrativa destinada a investimentos e prestação dos serviços de limpeza urbana, manejo e resíduos sólidos da cidade.

A audiência será no próximo dia 12, das 10h às 12h, no Teatro Teresa D’Ávila, no Unifatea (Centro Universitário Teresa D’Ávila) localizado à avenida Dr. Peixoto de Castro, nº 539, na Vila Celeste.

Na programação haverá o esclarecimento de dúvidas e recolhimento de sugestões para aperfeiçoar o procedimento no município.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>