Atividade Delegada é prorrogada para mais cinco anos em Lorena

Programa foca locais de maior índice de ocorrências na cidade; Executivo busca priorizar rondas nas escolas

Evento de inauguração do novo batalhão; com Atividade Delegada, PM e Prefeitura ampliam parceria (Foto: Rafaela Lourenço)
Evento de inauguração do novo batalhão; com Atividade Delegada, PM e Prefeitura ampliam parceria (Foto: Rafaela Lourenço)

Jéssica Dias
Lorena

O prefeito de Lorena, Fábio Marcondes (sem partido), firmou na última quarta-feira a renovação do convênio da Atividade Delegada por mais cinco anos. A medida tem como objetivo a fiscalização sobre a emissão de ruídos urbanos, transporte público complementar coletivo de passageiros pelo sistema de lotação, uso e ocupação do solo em áreas rurais.

O convênio permite que policiais militares, fardados e equipados possam trabalhar em Regime Especial de Trabalho Policial, em dias de folga.

Lorena conta com a atividade delegada desde a assinatura do convênio em 2014. Segundo o secretário de Segurança, Carlos Adriany Lescura, o efetivo da Polícia Militar estipulou a mesma quantidade de policiares, em média 156 agentes por mês. “Nós fazemos uma reunião mensal e a gente aponta aonde é necessário estar agindo de acordo com as necessidades do município. A Atividade Delegada ajuda a gente nas rondas das escolas, praça Principal. Eles se posicionam em lugares estratégicos de acordo com as nossas necessidades. A gente faz esse levantamento junto às escolas, junto os moradores”, explicou o secretário.

Para 2019, o Executivo buscará priorizar as rondas nas escolas, tendo em vista os últimos acontecimentos, como na escola estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, onde dois ex-alunos mataram cinco estudantes e duas funcionárias da escola. “No ano passado foi priorizada a praça Doutor Arnolfo Azevedo, porque ali nós temos um problema muito sério, agora diminuiu um pouco, que eram os jovens que utilizam as bicicletas na calçada da praça e o acúmulo de jovens. Então focamos e direcionamos a Atividade Delegada para atuar naquela área, e esse ano nas escolas, mas não abandonando a praça”, ressaltou Lescura.

Os policiais poderão atuar por 8 ou 11 horas, dependendo da escala e disponibilidade dos mesmos. Para o pagamento dos PM’s, a Prefeitura tem um custo mensal de R$ 25 mil.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>