Após um mês sem mortes por Covid-19, Lorena registra dois casos

Vítimas são idosos que sofriam de doenças crônicas; cidade contabiliza 38 vítimas fatais

Novos leitos do Pronto Socorro, em Lorena; cidade volta a registrar mortes por Covid-19 (Foto: Marcelo A. dos Santos)

Lucas Barbosa
Lorena

A secretaria de Saúde de Lorena confirmou no início desta semana duas novas mortes causadas pelo novo coronavírus (Covid-19). Há mais de um mês o município não registrava óbitos causados pela doença.

No fim da tarde da última terça-feira (17), a Prefeitura divulgou uma nota de pesar sobre o falecimento de um idoso de 62 anos. A vítima, que possuía comorbidades, estava internada na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) da Santa Casa de Lorena desde 25 de outubro.

Já o primeiro caso fatal desta semana foi anunciado pelo Executivo no início da tarde da última segunda-feira (16). Também portador de doenças crônicas, um idoso de 77 anos não resistiu às complicações causadas pela Covid-19, morrendo na noite do último domingo (15). O paciente estava sob cuidados médicos na Santa Casa de Lorena desde o último dia 10.

Os óbitos alarmaram os moradores e profissionais da Saúde, já que o caso até então mais recente havia ocorrido em 8 de outubro, vitimando uma idosa de 64 anos.

Diante da confirmação dos dois óbitos em poucos mais 24 horas, o município atingiu a preocupante marca de 38 vítimas fatais da pandemia.

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela secretaria de Saúde no início da noite da última terça-feira, Lorena contabiliza 1.443 infectados pelo novo coronavírus, sendo 1.379 recuperados e 26 em tratamento domiciliar. Já dos 15 pacientes internados em hospitais, seis estão na UTI e nove no setor clínico.

Temendo o avanço da doença, o prefeito, Fábio Marcondes (sem partido) baixou um decreto na última terça-feira prorrogando o período da quarentena na cidade para até o próximo dia 30. O documento mantém as medidas de flexibilização econômica e de normas de prevenção ao contágios estabelecidas pelos decretos anteriores.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?