Após polêmicas, Lorena inicia segunda etapa de cadastros para distribuição de merenda escolar

Dos 8,5 mil alunos apenas 2.081se inscreveram inicialmente; Prefeitura regionaliza entrega por polos e garante melhorias na logística do serviço

Marmitex entregue para famílias cadastradas no programa de distribuição da Prefeitura; cardápios variam de acordo com a faixa etária do aluno (Foto: Colaboração)

Rafaela Lourenço
Lorena 

A secretaria de Educação de Lorena abriu na última segunda-feira (19), a segunda etapa de cadastramento para a distribuição de merendas escolares. O serviço que iniciou na última semana atendendo 2.081 alunos, recebeu críticas de pais sobre o alimento e a forma da doação para as famílias. A Prefeitura contestou frisando a qualidade da merenda e a continuidade do contrato com a empresa prestadora do serviço.

Após três dias de distribuição dos alimentos prontos para consumir em casa, a administração municipal abriu as inscrições para pais e responsáveis interessados em receber a merenda escolar. Inicialmente, 2.081 cadastros foram realizados entre os dias 6 e 7 de maio.

Para atender mais famílias, dos 8,5 mil alunos, a Educação segue com o cadastramento preferencialmente por telefone na própria sede e nas unidades escolares. Os atendimentos estão sendo feitos somente de forma remota nas segundas e terças-feiras, das 8h às 11h e das 13h às 16h na secretaria de Educação, pelos números 3153-1550 e 3157-4711. Já nas quartas-feiras, apenas das 8h às 11h.

As escolas atenderão todas as segundas e terças-feiras por telefone, WhatsApp e página do Facebook apenas no período da tarde, ou seja, das 13h às 16h. Já nas quartas-feiras, o atendimento será realizado remotamente e presencialmente, das 8h às 11h.

Segundo o secretário de Educação, o professor Júlio Brebal, todos os dados serão coletados no período da tarde das quartas-feiras e encaminhados para a empresa responsável pelo preparo das refeições. Os alunos recém inscritos entrarão na lista de recebimento a partir da segunda-feira subsequente.

Por outro lado, pais e responsáveis utilizaram as redes sociais para reclamar do serviço prestado, citando a diferença dos alimentos, a qualidade, os motivos de uns receberem e outros não e por ser marmitex ao invés de kits para o preparo em casa. “Todos os dias as crianças na faixa etária de 4 meses tem que comer isso sem gosto. É uma falta de respeito muito grande “com nós” (sic), pais da rede pública que temos nossos filhos matriculados em Lorena”, salientou uma mãe de três crianças que conversou com a reportagem do Jornal Atos e preferiu não se identificar.

Merenda escolar é distribuída de segunda a sexta-feira; benefício para estudantes da rede pública (Foto: Reprodução PML)

Em resposta, o secretário explicou que o serviço se trata apenas da continuidade da distribuição das refeições oferecidas nas escolas para cada criança e sem custo adicional no serviço. Já a definição por marmitex ao invés de kits foi para priorizar a tabela nutricional dos alunos. “Temos um contrato com uma empresa especializada no ramo de oferecimento de merenda escolar que segue exatamente os termos de referência com os cardápios que somos obrigados a oferecer seguindo resoluções do governo Federal que falam sobre os valores nutricionais e componentes dentro dessa merenda”.

Brebal destacou ainda que o contrato realizado através de licitação, segue desde o início do ano e que são montados dois cardápios denominados como Emergencial Covid-19, o que varia para as crianças das creches, ensino Fundamental 1 e 2 e EJA (Educação para Jovens e Adultos).

A distribuição é feita de segunda a sexta-feira das, 11h às 13h, em polos distribuídos por toda a cidade. A cada dia é oferecido uma refeição diferente como peixe, frango, carne vermelha, legumes e frutas. “Na creche, são crianças que entram com três meses de idade e vão até 3 anos e 11 meses. É diferente o alimento. Obviamente que o tamanho daquilo que adiciona o alimento pode causar para eles (pais) alguma diferenciação”, frisou Brebal, destacando ainda que se trata da mesma refeição oferecida nas unidades escolares.

Os polos regionalizados para retirada da merenda podem ser conferidos no site da Prefeitura, o lorena.sp.gov.br ou por telefone, na secretaria de Educação ou na escola em que o aluno esteja matriculado.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?