Sindicatos assinam plano de saúde para produtores rurais

Evento na Comevap em Taubaté lança parceria com a S.P.A. Saúde para Plano Regional que projeta atendimento em cinco cidades

Reunião com sindicatos na Comevap, em Taubaté, que apresentou projeto de Plano de Saúde (Foto: Andreah Martins)
Reunião com sindicatos na Comevap, em Taubaté, que apresentou projeto de Plano de Saúde (Foto: Andreah Martins)

Andreah Martins
Região

Os produtores rurais da região têm mais uma alternativa para obter recursos médicos no Vale do Paraíba. Em parceria com nove associadas, o S.P.A. Saúde (Sistema de Promoção Assistencial) lançou o Plano Regional, na última terça-feira. O recurso, que entrou em atuação no último dia 10, foi apresentado em evento na sede da Comevap (Cooperativa de Laticínios do Médio Vale do Paraíba), uma das assinantes do projeto.

A cerimônia contou com a presença das instituições participantes do novo plano, imprensa e produtores da região. O convênio abrangerá cinco cidades para o atendimento: Taubaté, Pindamonhangaba, Lorena, Guaratinguetá e Cruzeiro. Os produtores associados às cooperativas Comevap, Serramar e Colacap (Cachoeira Paulista), sindicatos rurais de Taubaté, Pindamonhangaba, Guaratinguetá, São José do Barreiro, Lorena e Piquete e a Associação Agropecuária de Guaratinguetá serão público exclusivo da assistência, que se estende aos familiares.

De acordo com o superintendente executivo do S.P.A., Ricardo Garcia, a garantia da mensalidade 40% mais barata, em comparação aos planos oferecidos pela organização, e a disponibilidade de atendimento em outras cidades auxiliam na adesão a quem depende do SUS (Sistema Único de Saúde). “É uma forma de beneficiar um número ainda maior de produtores rurais e seus familiares que encontram dificuldades no atendimento médico prestado pelo serviço público e, também, não conseguem arcar com valores maiores para ter um plano de saúde que garanta atendimento de qualidade”.

O serviço conta com hotelaria em apartamentos, integração de familiares de até quarto grau consanguíneo (pais, filhos, avós, primos) e segundo grau por afinidade (cônjuge, cunhado, afilhados) e, ainda, descontos em medicamentos. O objetivo do plano é, além de ampliar o acesso de assistência médica aos produtores com um preço reduzido, diminuir a retenção dos associados. “Como uma entidade classista, nada mais justo que levar o benefício a uma massa maior de aderidos. O número de associados hoje é baixo, em relação à região. Observa ainda que o sistema tem um volume de retenção. Antes de pedir baixa, o produtor poderá passar pelo plano de menor custo”, comentou Garcia, que confirmou ainda que atualmente o Vale do Paraíba tem 1,9 mil pessoas ativas nos planos de saúde Golden, Bronze A e Bronze C, disponíveis na S.P.A.

Para o presidente da Associação Agropecuária de Guaratinguetá, Tiago Augusto Chaves, a ideia é que o sistema aumente o número de produtores com assistência médica. Atualmente, a Associação conta com 150 produtores aderidos. “Ele vem facilitar o acesso ao produtor de ter um plano de saúde, por ser direcionado ao público e ter um valor mais acessível. Nós já somos conveniados com a S.P.A. no Plano Nacional. Agora terá mais uma modalidade. Deve aumentar a oferta de médicos, clínicas e proporcionar o acesso a quem precisa”.

Os trabalhadores da região passam a contar com novo sistema que amplia atendimento para categoria (Foto: Andreah Martins)
Os trabalhadores da região passam a contar com novo sistema que amplia atendimento para categoria (Foto: Andreah Martins)

Durante a coletiva, o pecuarista Luiz Alberto Salim debateu com os responsáveis pelo projeto quanto à qualidade da saúde na região. “Os hospitais os quais terão o atendimento são precários na assistência. Nós temos Lorena que não é bom. A Policlin de Taubaté, em comparação com a de São José dos Campos, não é a mesma coisa. Sou a favor, porque vai abrir as portas para muita gente ter plano de saúde digno, mas não vai ter o mesmo atendimento”.

O assessor médico do plano, Dr. Wilson Grassi, discordou da opinião do pecuarista quanto ao suporte desenvolvido na região. “Fizemos um levantamento. Aqui (Vale do Paraíba), o padrão de atendimento está próximo e, em alguns hospitais e clínicas, superior à capital. Nós procuramos o melhor para atender as necessidades de uma classe que depende de SUS. Nossa obrigação é dar o atendimento adequado e digno aos produtores”.

Diante do lançamento na sede, o presidente da Comevap, Adauto do Valle Gobo, ressaltou a importância do evento aos associados. “O lançamento do Plano Regional S.P.A. Saúde foi de suma importância para nós, tanto como cooperativa, como produtores. Ser o meio que facilitará a possibilidade do acesso dos produtores a um plano de saúde é uma satisfação para nós”.

A cooperativa conta hoje com 548 cooperados, rendimento diário de 141 mil litros captados e atende a região do Vale do Paraíba, Litoral Norte, Serra da Mantiqueira e São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>