Sindicato pede segurança após arrastão em ônibus de Guará

Crime cometido por três homens no São Manoel motivou pedido; Polícia Militar pede que vítimas façam boletim de ocorrência

Passageiros embarcando em TUG; concessão do transporte coletivo é aprovada em primeira votação (Foto: Arquivo Atos)
Ônibus do transporte público de Guará; sindicato cobra maior segurança após novo arrastão em linha do São Miguel (Foto: Arquivo Atos)
Leandro Oliveira
Guaratinguetá
Três homens munidos com uma faca renderam motorista, cobrador e passageiros e roubaram dinheiro e pertences de passageiros de um ônibus de linha que liga o centro de Guaratinguetá ao bairro São Manoel. A ocorrência, na última semana, não foi a primeira, e levou o Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba a pedir reforço com a segurança dos ônibus da cidade.

A ação teria acontecido no último dia 20, já na região do São Manoel, por volta das 5h30. Entre os passageiros alvos do arrastão, estava uma grávida que ficou bastante assustada. O motorista, que foi rendido e mantido como refém enquanto os outros dois homens praticaram a ação, ficou levemente ferido no pescoço, com arranhões provocados pela faca.

Por se tratar de uma área mais afastada da região central, a periculosidade é maior, segundo o vice-presidente do Sindicato, Manoel Galvão. “É importante reforçar a segurança, esse é o nosso pedido, principalmente nas linhas mais distantes do centro da cidade”, destacou.
Apesar de a ação ter ocorrido no início da manhã, até às 12h daquele dia não existia nenhuma solicitação, abertura de registro oficial de boletim de ocorrências, referente ao caso. Tanto motorista, como cobrador e passageira, estavam assustados com o crime.

A Polícia Militar orienta que para quem for vítima, é fundamental registrar o boletim de ocorrências logo após o ocorrido. Desde sua chegada à 2ª Cia da PM, em Guaratinguetá, o capitão Wagner Guimarães, revelou que os militares farão um mapeamento de pontos críticos com relação a segurança pública no município. Sem os registros oficiais de boletins de ocorrência, a PM fica sem saber onde intensificar o patrulhamento.

Filme repetido – Assaltos a ônibus se tornaram comuns no ano passado, em especial na linha que liga Guaratinguetá a Lorena. Na época foi montada uma força-tarefa entre as polícias Militar e Rodoviária para capturar os criminosos. Após ações contínuas dos marginais, alguns suspeitos foram detidos e o número de ocorrências zerou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>