Santa Casa nega que pacientes estejam sem máscara em atendimentos

Postagem feita em rede social mostra pessoas sem máscara em alas do hospital; diretor reforça que disponibiliza equipamento de proteção

Pacientes flagrados sem máscara aguardando atendimento; Santa Casa reforçou fiscalização (Foto: Reprodução/colaboração)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

Os atendimentos médicos e a realização de exames e procedimentos hospitalares continuam sendo feitos na Santa Casa de Guaratinguetá. O hospital reforçou a atenção à chegada de pacientes para o tratamento da hemodiálise e a verificação do uso obrigatório de máscaras dentro da unidade, em ação de combate ao novo coronavírus. O controle tem sido intensificado pela direção hospitalar e as medidas de atenção se estendem aos profissionais.

No início de maio, foi publicado, em um grupo de debates no Facebook, formado por moradores de Guaratinguetá, que alguns pacientes ou acompanhantes estariam sem máscaras dentro da unidade hospitalar. A postagem estava acompanhada de duas fotos de uma ala externa e do setor de ortopedia da Santa Casa.

O diretor administrativo do hospital, João Marcos Romain negou a irregularidade. “A gente não está nem deixando entrar o acompanhante dentro da unidade”, frisou. “Não sabemos como esse paciente está e pode chegar aqui. Ele pode estar assintomático. Estamos tendo um cuidado danado, isso não procede”, ressaltou.

Segundo Romain, os pacientes que fazem tratamentos no hospital, tem recebido aferição de temperatura e testes em alguns casos. O diretor afirmou que as orientações e fiscalizações sobre o uso obrigatório de máscara têm sido mais intensas. “Pode ter acontecido um caso ou outro? Pode, não vou negar isso. Mas não é o procedimento normal. E se teve, às vezes é o paciente que está chegando sem máscaras ou eles não estão usando dentro da sala. Inclusive temos máscara personalizada para a pessoa usar e levar para casa, a gente até oferece isso”.

Do quadro de funcionários da Santa Casa, uma enfermeira foi diagnosticada com coronavírus. Ela já se curou. Segundo Romain, outro enfermeiro que estava de férias apresenta sintomas e está internado com suspeita, já que o resultado do exame não chegou ao hospital. “Para os funcionários que estão em estado gripal, a gente fala para nem vir trabalhar. Deve ficar em casa. Se tem algum sintoma suspeito? Tem, mas ele não estava trabalhando, ele estava de férias. De médicos, positivos, não tivemos nenhum. Mas quatro ou cinco já fizeram testes”, concluiu.

Guaratinguetá tem 43 pacientes diagnosticados com coronavírus (35 da cidade) e 80 com suspeita. Os dados são oficiais da secretaria de Saúde.

Sobre as fotos publicadas em uma rede social, o diretor da Santa Casa informou que são imagens antigas. “São fotos do final de abril, ou começo de maio, quando ainda não estava obrigatório usar (máscara) na área externa”, argumentou o diretor, que lembrou ainda que o setor de fisioterapia não funciona no hospital desde abril e a ortopedia só funciona em caráter de urgência.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?