Região registra aumento de quase 90% nos casos de estupro em 2017

Duas ocorrências são registras por dia; Guará e Pinda contabilizam mais de quarenta casos cada

O aumento de casos de estupros na região assusta; semana teve ataque coletivo contra adolescente (Foto: Francisco Assis)
O aumento de casos de estupros na região assusta; semana teve ataque coletivo contra adolescente (Foto: Francisco Assis)

Lucas Barbosa
Regional

Dados da secretaria de Segurança Pública do Estado apontaram que o Vale do Paraíba registrou um aumento de 86% de registros de casos de estupro nos primeiros oito meses do ano, comparados ao mesmo período de 2016.

O caso de estupro coletivo contra duas adolescentes no último final de semana em Cunha “engordou” ainda mais a preocupante estatística.

De acordo com o levantamento divulgado no inicio do mês, a região contabilizou 708 ocorrências de janeiro a agosto, 329 casos a mais do que nos dois primeiros quadrimestres de 2016. Os números demonstram que pelo menos duas pessoas são vitimas de violência sexual por dia.

Na sub-região 2 do Vale do Paraíba, que engloba dez cidades, Pindamonhangaba foi a segunda colocada no ranking do estupro, com 46 registros, ficando atrás somente de Taubaté, que teve 61 ocorrências. Em comparação com o mesmo período do ano passado, Pindamonhangaba registrou um aumento de 109%, já que foram registradas 22 ocorrências entre janeiro e agosto de 2016.

Já na sub-região 3, que conta com nove municípios, Guaratinguetá lidera os registros, com 41 casos. Na sequência aparecem Lorena (38), Cruzeiro (24), Aparecida (14), Cachoeira Paulista (11), Potim (6), Roseira (4), Piquete (2), Silveiras (1) e Canas (1).

Já Cunha, que teve apenas um caso nos primeiros dois quadrimestres do ano, registrou mais uma denúncia no último domingo. De acordo com a Polícia Civil, duas adolescentes, de 14 e 15 anos, denunciaram que foram vítimas de um estupro coletivo durante um rodeio.

As menores de idade relataram que foram embebedadas por dois homens que trabalhavam na montagem da estrutura da Festa do Peão Valente. Elas relataram que após ingerirem bebidas alcoólicas, acordaram nuas em um galpão, de acesso exclusivo dos funcionários do evento. Elas teriam sido molestadas por um grupo de cinco homens.

Dois indivíduos, de 32 e 33 anos, confessaram que se relacionaram sexualmente com as jovens, mas negaram que elas foram forçadas. A dupla acabou presa na tarde da última segunda-feira e responderá pelo crime de posse sexual mediante fraude, quando a vítima está inconsciente.

A Polícia Civil de Cunha informou, na tarde da última sexta-feira, que está realizando diligências para tentar localizar os outros três homens envolvidos no crime. A Civil preferiu não revelar os locais em que estão ocorrendo as buscas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>