Região fecha janeiro com saldo de 650 demissões

Avaliação tem Cachoeira Paulista como segunda pior na geração de empregos; São Sebastião é destaque positivo

Aviso de contratação no comércio; região termina o ano com números positivos e tem boa expectativa para geração de empregos em 2019 (Foto: Arquivo Atos)
Aviso de contratação no comércio; região termina janeiro com saldo negativo na geração de empregos (Foto: Arquivo Atos)

Lucas Barbosa
Regional

Um levantamento divulgado pelo Ministério do Trabalho na última semana revelou que RMVPLN (Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte) obteve um saldo negativo na geração de empregos em janeiro. Com o fechamento de 173 postos de trabalho, Cachoeira Paulista tem o segundo pior desempenho da região.

Segundo o balanço do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) no primeiro mês do ano a região teve 650 demissões a mais do que contratações. O índice é preocupante já que no mesmo período de 2018, a RMVPLN registrou um saldo positivo de 833 postos de trabalho.

Os dados apontaram ainda que o resultado regional está na contramão do nacional, já que o Brasil teve um saldo favorável de 34.313 empregos em janeiro.

Com um saldo negativo de -176, Taubaté foi o município com o pior desempenho da região. Na vice-lanterna, Cachoeira Paulista contabilizou em janeiro 241 desligamentos e 68 admissões.

A baixa foi “puxada” pelo setor da Administração Pública, que teve um saldo negativo de -83. As demissões são referentes a exoneração de oitenta servidores municipais aposentados, realizada pelo prefeito Edson Mota (PR) em 3 de janeiro. Na época, o Executivo justificou que a medida representaria uma economia aos cofres municipais, já que o grupo de trabalhadores possuía salários considerados altos, que chegavam a cerca de R$ 12 mil. Além disso, a iniciativa também “brecaria” uma dívida da administração municipal acumulada em R$ 70 milhões.

Já no Litoral Norte, Caraguatatuba registrou o pior desempenho. Com 149 desligamentos a mais do que admissões, o município teve o resultado negativo impulsionado pelo setor do Comércio, que atingiu o saldo desfavorável de -112.

Os demais municípios da região que registraram saldos negativos na geração de emprego em janeiro foram: Aparecida (-91), Canas (-3), Campos do Jordão (-96), Caçapava (-56), Lorena (-51) Ilhabela (-69), Ubatuba (-127), Caçapava (-56), Tremembé (-12), Pindamonhangaba (-118), Igaratá (-2) e Jacareí (-26).

Em contrapartida, 12 cidades da RMVPLN conseguiram resultados positivos.

Um dos moradores da região que perdeu o emprego em janeiro foi o gestor financeiro, Marcelo de Souza, 28 anos, que atuava em uma empresa do ramo da Indústria de Transformação em Lorena. Segundo o trabalhador, o empreendimento realizou um corte em seu quadro de funcionários. “Fiquei muito chateado porque não esperava esta demissão. Nos deram a  justificativa que a empresa precisava reduzir gastos, porque as vendas não estavam tão boas. Fiquei desesperado e enviei currículo para um monte de empresas. Graças a Deus consegui uma oportunidade em Lorena, onde estou no período de experiência”.

Já o auxiliar de almoxarifado e de serviços gerais, Antônio José Heleno, 42 anos, busca uma nova recolocação no mercado de trabalho. Morador de Lorena há pouco mais de dois anos, Heleno desempregado desde outubro de 2018. “Vim aqui no PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) para ver se eles me ajudam. Tenho fé em Deus que em breve vai aparecer uma vaga. Faço uns bicos de segurança por aí, mas é muito ruim trabalhar sem carteira assinada”.

Dividindo a liderança regional, São José dos Campos e São Sebastião obtiveram um saldo favorável de 145 postos de trabalho.
Fechando o “Pódio do Emprego”, Cruzeiro contabilizou 102 contratações a mais do que demissões no período.
O resultado foi alavancado pelos setores de Indústria da Transformação (89) e o de Serviços (51).
Os outros municípios da região com saldos positivos foram: Areias (2), Guaratinguetá (48), Lavrinhas (1), Piquete (15), Potim (20), Queluz (4) Roseira (8), São José do Barreiro (9) e Silveiras (5).

Oportunidades – Os desempregados da RMVPLN tiveram uma boa notícia na última semana. Estão abertas as inscrições para 643 vagas de emprego na região, através de concursos públicos.
Com inscrições abertas até o próximo dia 19, a Aeronáutica oferece 227 vagas para o cargo de sargento em Guaratinguetá.
Já o concurso da Prefeitura de São Sebastião, com inscrições até 4 de abril, conta com 160 oportunidades para diversos cargos de todos os níveis de escolaridade.
Com inscrições abertas até o próximo dia 20, a Prefeitura de Paraibuna também realizará um concurso público para admitir 96 trabalhadores.
Já o concurso da Prefeitura de Campos do Jordão, com inscrições abertas até 4 de abril, empregará 160 servidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?