Prefeitura contrata nova frota para reforçar serviços de coleta de lixo nas ruas de Guará

Com maior número de caminhões para uso, Codesg aposta na melhoria do sistema após reclamações

Terreno do Beira Rio 2 com acúmulo de lixo; com série de reclamações, moradores do bairro esperam por ampliação da estrutura da coleta comandada pela Codesg (Foto: Juliana Aguilera)
Terreno do Beira Rio 2 com acúmulo de lixo; com série de reclamações, moradores do bairro esperam por ampliação da estrutura da coleta comandada pela Codesg (Foto: Juliana Aguilera)

Juliana Aguilera
Guaratinguetá

A Prefeitura de Guaratinguetá divulgou, no último dia 24, a empresa ganhadora da licitação para atuar na coleta de lixo úmido nos próximos três anos na cidade. A RG Empreendimentos atuará com frota maior e, segundo o diretor técnico da Codesg (Companhia de Desenvolvimento de Guaratinguetá), José Antônio Alves, os caminhões novos devem melhorar o desempenho do serviço, alvo de reclamações de moradores pela falta de coleta em bairros mais afastados.

A licitação teve a participação de 15 empresas. Entre os itens cobrados, o veículo zerado e componentes como o chassi e compactador novos.

De acordo com Alves, a exigência irá contornar problemas da gestão passada, como o vazamento de chorume. “O chassi era novo, mas o compactador era velho. Agora, com o caminhão novo, em três anos ele continuará em boas condições”, explicou.

A frota antiga contava com sete caminhões, sendo dois deles reservas, e costumava apresentar problemas com frequência, dificultando a qualidade do serviço. A nova empresa deve atuar apenas com o lixo úmido das casas, fazendo escala de segunda, quarta e sexta-feira em uma região, e terça, quinta-feira e sábado em outra. Quem desejar fazer reclamações para a Codesg deve ligar no telefone 3123-2510.

Reciclado – A moradora o bairro Beira Rio 2, Camila Lourenço, 25 anos, desempregada, reclamou da dificuldade no descarte do lixo reciclado no bairro. Segundo a jovem, as famílias são obrigadas a levar o material para regiões vizinhas como o Pedregulho.

Camila se mudou para o bairro há três meses, quando passou a enfrentar o problema, já que antes, quando morava no Centro, o serviço não falhava.
Sem a coleta seletiva, os lixos são depositados pelos moradores misturados, problema foco do novo sistema. A empresa responsável pela coleta do lixo reciclável é a Saeg. O gerente da área de resíduos, Carlos da Silva, explicou que o serviço só atende 70% do perímetro urbano. “Só temos dois caminhões, e a rota é calculada para atender os pontos que necessitam de mais coletas. Estamos providenciando mais um caminhão para estender o serviço”.

Silva explicou ainda que a coleta passa em pontos específicos do Beira Rio 2, como em avenidas e que o morador que sentir a necessidade pode ligar para Saeg exigindo o serviço.

A Prefeitura está desenvolvendo um Plano Municipal de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos. Informações do que já está acontecendo podem ser obtidas no site da Prefeitura e da Saeg. Em novembro será realizada uma audiência pública para apresentar e debater o estudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>