Potim tem mais de 440 casos confirmados de dengue e preocupa moradores

Mesmo com epidemia, mais de mil pessoas não aceitaram receber agentes de Vigilância Sanitária; Guará e Ubatuba têm volume alto de casos

Foco de larvas de mosquito encontrada no bairro Parque das Rodovias; Lorena segue com risco de epidemia de dengue (Foto: Arquivo Atos)
Foco de larvas de mosquito encontrada durante vistorias na região; Potim declara epidemia de dengue (Foto: Arquivo Atos)

Leandro Oliveira
Da Região

O verão se aproxima e com ele o período de chuvas. Uma das principais preocupações com essa época do ano é a proliferação das larvas do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. Na região, Potim confirmou epidemia da doença com mais de mil notificações e 442 casos confirmados. A cidade retomou o trabalho com o carro nebulizador e ações da Vigilância Sanitária.

As regiões que mais preocupam a saúde municipal são o Centro, com 194 notificações de casos suspeitos, Chácara Tropical com 165, Frei Galvão com 109 e João Nogueira com 121 notificações.

A secretária de Saúde, Maria Rodneia Paixão, se mostrou preocupada com a epidemia no período em que começa a maior reprodução dos mosquitos. “A nossa preocupação é que estamos com 442 casos confirmados, sendo mil e poucos notificados, mas não chegou ainda o verão, que começa em dezembro. Desde o começo do ano a gente vem trabalhando nas casas, orientando os moradores e eliminando os criadouros. Desde que apareceu esse tanto de notificações, fizemos um verdadeiro arrastão na cidade”, contou a secretária.

De acordo com a última pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em Potim são aproximadamente 25 mil moradores. Segundo a secretária, mil residências não permitiram que os agentes da Vigilância Sanitária fizessem visitas aos imóveis e aplicassem o larvicida nas caixas d’água e ralos.

Novos casos suspeitos chegam diariamente à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade. O setor informou que pelo menos duzentos pacientes aguardam liberação de exames de institutos laboratoriais que podem confirmar novos casos de dengue. Uma nova varredura dos agentes será feita, assim como a passagem do carro nebulizador. “Temos uma recomendação de não usar o carro do fumacê, mas a pedido da população, a partir da semana que vem estaremos trazendo o nebulizador no município. Será bairro por bairro, lembrando que não é o carro que vai resolver a situação, temos que eliminar os criadouros e lavar as caixas d’água”, concluiu Maria Rodneia, que deve soltar o cronograma do fumacê na próxima semana.

Atendimento – Devido ao número de casos confirmados na cidade, a Prefeitura retomou nessa segunda-feira os atendimentos em plantões 24 horas na UBS (Unidade Básica de Saúde) do Centro, ao lado do Raspadão. O plantão havia sido extinto anteriormente por conta do baixo número de atendimentos, porém, diante da grande procura a prefeita Erica Soler (PL) determinou que o atendimento médico retomasse.

Além do médico 24 horas, a UBS contará com atendimento de enfermagem e ambulância.

Região – Vizinha de Potim, Guaratinguetá tem mais de 160 casos confirmados de dengue neste ano. A Vigilância Epidemiológica e a secretaria de Saúde retomaram os serviços da Operação Cata Bagulho, que recolhe entulho de residências semanalmente. O cronograma da operação é postado no site oficial da Prefeitura, guaratingueta.sp.gov.br.

Em Ubatuba são 1.482 casos de dengue confirmados, sendo 11 importados e 36 que aguardam resultado de exames. Segundo nota da Prefeitura, outros 1.901 casos foram descartados. O município dará início no próximo dia 2 a ações intensificadas de controle vetorial. Os mutirões acontecem nos bairros Ipiranguinha, Marafunda, Ressaca, Perequê-Mirim e Estufa 2.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?