Pinda “puxa” resultado positivo na geração de empregos no Vale

Cidade aguarda novas vagas com chegada de indústrias chinesas; região tem saldo favorável de 1.322 postos de trabalho

Anúncio de vaga de trabalho no comércio de Pindamonhangaba; xxxxx (Foto: Arquivo Atos)
Anúncio de vaga de trabalho no comércio de Pindamonhangaba; região tem saldo positivo na geração de empregos (Foto: Arquivo Atos)

 

Lucas Barbosa
Regional

Dados divulgados pelo Ministério do Trabalho no último dia 22 revelaram que a RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba) registrou um saldo positivo na geração de empregos nos primeiros sete meses do ano. Ocupando a liderança do “Ranking do Emprego” na região, Pindamonhangaba tem a expectativa de obter resultados ainda mais favoráveis durante o ano devido à instalação de duas indústrias chinesas.

De acordo com os dados Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), o Vale do Paraíba contabilizou 74.812 contratações e 73.490 demissões entre janeiro e julho, gerando um saldo positivo de 1.322 vagas. Os números demonstram uma recuperação considerável, comparado ao mesmo período do ano passado, quando ocorreram 69.913 admissões e 71.602 desligamentos, gerando um déficit de 1.639 postos de trabalho.

Destaque positivo no levantamento, Pindamonhangaba teve nos primeiros sete meses do ano 6.130 contratações e 5.326 demissões, ocasionando um saldo favorável de 804 vagas. O setor de Indústria de Transformação foi o responsável por alavancar a geração de empregos no município, através de um saldo positivo de 698 oportunidades. O número representa 86% do total de vagas. “Não foi somente neste período que Pinda liderou a geração de empregos no Vale, já que por diversos meses ficamos à frente das demais cidades no ano passado. Esse bom saldo em 2018 ocorreu porque as indústrias enxergam aqui como um local muito atrativo para se instalarem devido nossa ótima infraestrutura, localização e a existência de outras grandes empresas”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Martuscelli.

O chefe da pasta revelou ainda que acredita que os números positivos continuarão crescendo até o fim do ano. “Existem duas indústrias chinesas, do ramo automobilístico, que se instalaram recentemente em nosso distrito industrial na Via Dutra. Até o fim do ano elas deverão realizar cerca de duzentas contratações. Também estão avanças as negociações para a chegada de mais três grandes empresas”.

Região – De acordo com o balanço da Caged, as demais cidades da região que obtiveram saldos favoráveis na geração de empregos entre janeiro e julho foram Areias (24), Bananal (9), Cachoeira Paulista (94), Caçapava (65), Cruzeiro (665), Guaratinguetá (643), Jacareí (525), Lorena (441), Taubaté (52) e Potim (50).

Já os municípios que registraram mais demissões do que contratações foram Aparecida (-33), Arapeí (-5), Canas (-72), Tremembé (-29), Lavrinhas (-10), Piquete (-31), Roseira (-130), São José dos Campos (-59), Silveiras (-2) e Queluz (-18).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>