Moradores se mobilizam contra mudança do Poupatempo de Guará

Vereador apresenta requerimento com abaixo-assinado; grupo é contra troca de sede do Pedregulho pelo shopping

Atendimento no poupatempo, sediado no Pedregulho; moradores e vereador querem permanência de posto (Foto: Arquivo Atos)
A atual sede do Poupatempo, no bairro do Pedregulho, em Guaratinguetá; Prefeitura prepara mudança (Foto: Arquivo Atos)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

A possibilidade de mudança do Poupatempo de Guaratinguetá para o Buriti Shopping reativou uma discussão entre pessoas contra e favor da troca de sede. Atualmente, a unidade do Governo do Estado de São Paulo está instalada na praça Brito Broca, no Pedregulho. O local foi inaugurado em janeiro de 2016 com investimento superior a R$ 6 milhões.

No retorno das sessões de Câmara após o recesso parlamentar de julho, o vereador Fabrício Dias (MDB) reaqueceu o debate quando apresentou um requerimento com um abaixo-assinado de moradores contrários a mudança. Foram colhidas mais de mil assinaturas de pessoas que são contra a troca de sede. O requerimento, aprovado de forma unânime, foi encaminhado ao Executivo. “A possibilidade de mudança trouxe grande preocupação a todo mundo. Pessoas que apostaram seus futuros em função de uma decisão tomada à seis anos e meio para trazer esse desenvolvimento para o Pedregulho. Tantas pessoas instalaram restaurantes, montarem negócios, e de repente, em menos de três anos e meio depois, o governo municipal diz que vai mudar os atendimentos para o shopping. A população tem que ser consultada”, ressaltou Dias.

A presença constante de flanelinhas próximo ao Poupatempo, falta de vagas para estacionar nos arredores da unidade e demais problemas estruturais são alguns dos motivos apresentados a favor da troca. Entretanto, o principal deles é a localização. A unidade de Guaratinguetá já realizou mais de 800 mil atendimentos em pouco mais de três anos. Além de atender os moradores da própria cidade, o Poupatempo atende munícipes de outras 17 cidades da região. O acesso ao shopping, que fica no centro da cidade, é mais fácil do que o do Pedregulho.

“Eu duvido que tenha alguma única pessoa que tenha deixado de obter algum atendimento porque fica na região do Pedregulho. Quero saber se alguém deixou de comparecer ao alistamento militar, pois a Escola de Especialista fica nessa mesma região. Isso é uma maneira de querer se justificar”, avaliou o emedebista. “Então vamos levar tudo para o centro da cidade e esquecer os bairros? Não vamos instalar nenhum ponto de atendimento nos bairros? A gente tem que raciocinar que as regiões precisam ser desenvolvidas. Se existe algum problema, devia ser pensado lá atrás, antes de investir tanto”, concluiu.

Fabrício Dias apresentou o requerimento e encaminhou um ofício para o gabinete do prefeito Marcus Soliva (PSB). O prazo para resposta é de 15 dias. Durante a sessão, o vereador contou que se reuniu com Soliva na manhã de quinta e conversaram sobre o assunto.

A reportagem do Jornal Atos procurou a administração municipal para comentar os questionamentos apresentados pelo vereador. Por nota, a Prefeitura de Guaratinguetá afirmou não ter influência para decidir sobre a mudança do Poupatempo. “Esse é um estudo feito pelo Governo Estadual com o Buriti Shopping, com o governo tendo essa intenção de mudar para o shopping como fez em outras cidades. A intenção da prefeitura, se houver a mudança, é instalar no atual prédio do Poupatempo o AME e uma unidade de saúde para atendimento da mulher, e no atual prédio do AME, instalar a unidade de saúde do Pedregulho”.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?