Manifestações geram falta de gasolina e diesel no Vale

Postos fecham mais cedo e confirmam que combustíveis acabaram; motoristas encontram muitas dificuldades para reabastecer

Manifestação de caminhoneiros na Rodovia Presidente Dutra, trecho em Lorena; greve segue pelo terceiro dia no país (Foto: Francisco Assis)
Manifestação de caminhoneiros na Rodovia Presidente Dutra, trecho em Lorena; greve segue pelo terceiro dia no país (Foto: Francisco Assis)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

As manifestações realizadas pelos caminhoneiros de todo o país contra os aumentos dos preços de gasolina e diesel estão gerando reflexos imediatos na região. Desde o início da noite de terça-feira (22), diversos postos apresentam falta de combustíveis. A consequência para os motoristas são filas quilométricas e a escassez do produto.

A situação tem se agravado, mas não apenas nas maiores cidades do Vale do Paraíba. Em São José dos Campos, Jacareí, Taubaté e Pindamonhangaba, existem relatos de falta de gasolina e diesel nas bombas. Em Guaratinguetá e Lorena, os principais postos trabalham praticamente no limite com os combustíveis, sendo que alguns estabelecimentos fecharam devido a falta do item.

“Fiquei quarenta minutos na fila para conseguir abastecer, com o posto operando apenas com duas bombas. Foi o tempo de encher o tanque e sair de lá, para o posto fechar uma bomba e ficar com apenas uma trabalhando. Se a manifestação continuar, não duvido que vá faltar gasolina e diesel em todos os postos até quinta-feira”, salientou a advogada Nathália de Almeida, que percorreu os estabelecimentos em Guaratinguetá.

Para quem trabalha em uma cidade e mora em outra, a situação é ainda mais complicada. O radialista Evandro Brum não encontrou combustível em Aparecida, local onde trabalha. Para não correr o risco de achar postos fechados em Lorena, onde mora, passou por Guaratinguetá. Mas o cenário encontrado na cidade também foi preocupante. “Ontem, ao sair do serviço por volta da 0h30 não encontrei combustível em nenhum posto da cidade. Em Guará, nos postos 24 horas, passei em todos e o único que consegui foi próximo à Via Dutra. Em Cachoeira Paulista, onde trabalho de manhã, e Canas não tem combustível em nenhum dos postos”, revelou.

Dois postos em Guará ainda operam com combustíveis; outros estabelecimentos da mesma região fecharam devido à falta de gasolina e diesel (Foto: Leandro Oliveira)
Dois postos em Guará ainda operam com combustíveis; outros postos da mesma região fecharam por à falta de gasolina e diesel (Foto: Leandro Oliveira)

O motorista de Cachoeira Paulista tem dor de cabeça ainda maior. Na manhã desta quarta-feira foi confirmado que não há mais combustíveis em nenhum posto da cidade. A solução é recorrer aos municípios vizinhos. “Para vir trabalhar precisei abastecer em Lorena. Sem contar que o preço está alto, devido a falta de gasolina”, contou Silmar Toledo, que trabalha em Guará.

A falta de combustível também gera escassez de mercadorias nos supermercados. Até o momento não foi confirmada baixa reposição em mercados da região, mesmo com a queda de volume de produtos.

Continuidade – A manifestação dos caminhoneiros tem previsão de continuidade até o fim desta semana, de acordo com o sindicato da categoria. Em resposta aos protesto, a Petrobrás confirmou redução dos valores do diesel e gasolina, mas a estatal atribuiu a medida à queda do dólar. Mesmo com a redução, os caminhoneiros darão continuidade aos protestos.

Compartilhar é se importar!

3 comentários em “Manifestações geram falta de gasolina e diesel no Vale

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?