Mais violenta do interior, RMVale ganha reforço de 41 novas viaturas

Medida atende vinte cidades da região; Estado investe mais de R$ 2 milhões

Viaturas da Polícia Militar entregues nesta semana; 41 veículos tentam diminuir dificuldades no Vale (Foto: Divulgação PM)
Viaturas da Polícia Militar entregues nesta semana; 41 veículos tentam diminuir dificuldades no Vale (Foto: Divulgação PM)

Lucas Barbosa
Regional

Líder de assassinatos no interior do Estado em 2018, a RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba) recebeu na última semana o reforço de 41 viaturas para patrulhamento da Polícia Militar. Com um investimento estadual de cerca de R$ 2,2 milhões, a ação beneficiará mais da metade das cidades da região.

Na manhã do último dia 6, representantes da secretaria de Segurança Pública do Estado realizaram a cerimônia de entrega das viaturas à Polícia Militar, no pátio do CPI- I (Comando de Policiamento do Interior), em São José dos Campos.

A iniciativa atenderá 20 dos 39 municípios da RMVale, que de acordo com dados da secretaria de Segurança Pública do Estado, registrou trezentos assassinatos nos primeiros dez meses do ano.

Cidade mais violenta da região com 37 homicídios dolosos (quando existe a intenção de matar) e sete latrocínios (roubo seguido de morte), São José dos Campos foi a principal contemplada, com 11 veículos.

Os trinta demais automóveis foram divididos por sub-regiões de acordo com a distribuição dos batalhões da Polícia Militar.
A primeira, composta por Lagoinha, Pindamonhangaba, Santo Antônio do Pinhal e Taubaté, recebeu oito viaturas. Entre estas cidades, as que mais registraram assassinatos de janeiro a outubro foram Taubaté (31) e Pinda (17).

Já a área formada por Aparecida, Arapeí, Cachoeira Paulista, Cruzeiro, Cunha, Guaratinguetá, Lorena e Potim, contará com mais nove automóveis. Guaratinguetá é a segunda cidade mais violenta da RMVale no ano, com 35 homicídios dolosos. O número é 66.6% superior do que o dos primeiros dez meses de 2017, quando ocorreram vinte homicídios dolosos e um latrocínio.

Quinto município com a situação mais preocupante, Lorena contabilizou 24 assassinatos (23 homicídios dolosos e um latrocínio), atingindo um aumento de 4% em comparação ano passado, quando ocorreram 23 casos (21 homicídios dolosos e 2 latrocínios).

As sete viaturas restantes reforçarão o policiamento em Caçapava, Igaratá, Jacareí e Jambeiro.

Durante entrevista à imprensa regional, o coronel da Polícia Militar, Lourival da Silva Júnior, afirmou que a frota contribuirá consideravelmente para que a corporação tenha ainda mais condições de levar segurança à população e aprimorar o planejamento de combate à criminalidade na RMVale.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?