Guará recebe três mil comprimidos de ivermectina para combate à Covid-19

Medicamento ainda não tem eficácia comprovada para o combate ao novo coronavírus

Movimentação em frente à Santa Casa de Guará; cidade recebe medicamentos contra o novo coronavírus (Foto: Marcelo A. dos Santos)

Bruna Silva
Guaratinguetá 

Recentemente, a Prefeitura de Guaratinguetá recebeu três mil comprimidos do medicamento ivermectina para o tratamento precoce de pacientes contaminados pelo novo coronavírus. A cidade tem 546 pessoas infectadas e 18 mortes.

Segundo as recomendações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o medicamento só poderá ser fornecido para tratamento através de prescrição médica. O órgão orienta que a receita seja utilizada somente uma vez e com validade de trinta dias. O mesmo vale para a hidroxocloroquina, cloroquina e nitazoxanida.

Em nota, a agência destacou que “…o uso de medicamentos sem orientação médica e sem provas de que realmente estão indicados para determinada doença traz uma série de riscos à saúde…”.

Apesar dos apontamentos da Anvisa, o prefeito Marcus Soliva (PSC) afirmou que essa é uma “grande contribuição no combate à Covid-19”. Segundo a secretaria de Saúde, o medicamento é utilizado num coquetel com outros remédios para o tratamento na primeira fase da doença.

Questionado sobre a eficácia da ivermectina, o Município afirmou que embora não haja comprovação científica, há análises clínicas de que a dosagem pode ajudar a evitar a proliferação do vírus em uma célula.

O medicamento está disponível na rede municipal de saúde para os pacientes que tiverem a prescrição feita por profissionais. Os componentes foram doados por empresários da cidade. “Não foi investido nenhum valor (do Município)”, frisou a Prefeitura.

 

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?