Guará ganha nova ambulância e aguarda aumento de leitos de UTI

Outros dois veículos podem ser destinados para rede pública da cidade

A Santa Casa de Guaratinguetá; cidade conta com UTI e espera leitos (Foto: Leandro Oliveira)
A Santa Casa de Guaratinguetá; cidade conta com UTI e espera leitos (Foto: Leandro Oliveira)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

Guaratinguetá ganhou um reforço no atendimento móvel da saúde municipal. Uma ambulância do Samu foi disponibilizada pelo Estado, que ainda pode liberar outros dois veículos para o município.

A notícia foi dada pelo vereador Marcelinho da Santa Casa (PSD), que confirmou também a negociação pela ampliação dos leitos de UTI da Santa Casa.

A entrega simbólica das chaves da ambulância foi feita no último dia 4, em São Paulo. O pedido pela troca de frota do Samu foi feito no começo do ano. Seriam três novos veículos para a cidade. Agora cabe à secretaria de Saúde realizar um cadastro para que a unidade móvel seja entregue.

O convênio com o Governo Federal sobre o Samu determina a troca de uma ambulância antiga por uma nova, ou seja, devolver o veículo antigo. Porém, de acordo com o vereador, esse não será o caso de Guaratinguetá. “A ambulância ficará na cidade, mas não vai ficar caracterizada como Samu.

A secretaria de Saúde vai ter que fazer uma adaptação no veículo, pintá-la de branco para ser usada dentro do município”, explicou o vereador.
Uma das três ambulâncias solicitadas já foi liberada. Outros dois veículos podem ser destinados ainda neste ano, de acordo com a demanda do Governo Federal.

Outra solicitação encaminhada ao Ministério da Saúde foi a habilitação de mais vinte leitos de UTI para a Santa Casa. O pedido feito não é pela construção de novos espaços, mas sim pela permissão para o serviço. “Com isso, quando construirmos os leitos, teremos como cobrar do Governo Federal essa demanda”.

Foi solicitado também o aumento do teto financeiro do serviços de Oncologia. Os pedidos encaminhados são feitos através da direção da Santa Casa e da secretaria de Saúde da cidade. Antes de chegar ao Ministério da Saúde, do Governo Federal, a solicitação passa pela secretaria estadual de Saúde. Se aprovado, segue para Brasília.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?