Guará espera retomar reforma do Mercadão em duas semanas

Obra tem investimento do Dade, mas empresa licitada para execução não deve concluir serviços; Codesg assume

O Mercado Municipal de Guaratinguetá, que deve ter as obras retomadas n os próximos dias (Foto: Leandro Oliveira)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

A reforma do Mercado Municipal de Guaratinguetá, um dos prédios comerciais mais antigos do Vale do Paraíba, continua paralisada. Os trabalhos eram realizados pela empresa EMC Engenharia de Manutenção e Construção, que manifestou interesse pela rescisão contratual após problemas internos. A Codesg (Companhia de Desenvolvimento de Guaratinguetá) vai assumir os serviços.

A reforma tinha previsão para conclusão em 2019 e valor orçado em R$ 2,9 milhões, é custeada com recursos do Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias), setor que fortalece os municípios turísticos no estado de São Paulo.

Em Guaratinguetá, a secretaria municipal de Turismo, confirmou que os trabalhos serão retomados na segunda quinzena de outubro. Segundo o secretário Mário Augusto Nunes, a rescisão contratual com a EMC ainda não foi confirmada.

Sem a rescisão, a Codesg não pode assumir os serviços. Marinho garantiu que a Prefeitura está fiscalizando os trabalhos já concluídos pela EMC antes de assinar a rescisão. Após o distrato, a Codesg assume os trabalhos. “Estamos fazendo análises documentais, o que foi medido e pago, para que a gente possa solucionar as pendencias documentais para em ato definitivo a Codesg assumir e concluir”.

No Centro, além das obras do Mercado Municipal, estão em andamento o alargamento das calçadas da rua Dr. Martiniano e o túnel e receptivo turístico, que ficam no complexo ferroviário da praça Condessa de Frontin. As duas obras têm recursos do Dade e estão sendo executadas.

Segundo Marinho, não há atrasos ou paralisações nessas duas obras. Houve pausa nos trabalhos apenas nos dias em que choveu, de acordo com o secretário. As três obras são carro-chefe do turismo no Centro Histórico do município e têm como objetivo aproximar os turistas, que visitam a cidade ao comércio da região central e atrativos locais, como o Museu Rodrigues Alves, a Matriz de Santo Antônio o próprio Mercado.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?