Depois de goleada, Yoka manda dois jogos no Itaguará antes de mudar para o Pedregulho

Time de Guaratinguetá, que chegou a negociar com clube de Lorena, agora espera reforma de quadra

Treino do Yoka em quadra do Itaguará; time voltou a atuar no Ginásio em derrota desastrosa por 10 a 3 (Foto: Arquivo Atos)
Treino do Yoka em quadra do Itaguará; time voltou a atuar no Ginásio em derrota desastrosa por 10 a 3 (Foto: Arquivo Atos)
Leandro Oliveira
Guaratinguetá
Depois de abrir negociações com o Clube Comercial de Lorena e de ter a garantia da Prefeitura de Guaratinguetá para mandar seus jogos no Ginásio de Esportes do Pedregulho, o Yoka abriu a Copa Paulista de Futsal na antiga casa, o Itaguará Country Club, na noite da última quinta-feira. Mas mesmo em solo conhecido, o time não conseguiu impedir uma derrota marcante: 10 a 3 para o Tempersul Dracena.
O placar elástico marcou o segundo jogo do Yoka sem vitória na competição, já que a estreia diante do FIB Bauru terminou empatada em 3 a 3, fora do Vale do Paraíba.Se dentro de quadra a equipe parece distante do acerto, nos bastidores o clube e a Prefeitura correm contra o tempo para conclusão de obras no Ginásio do Pedregulho, a nova casa da equipe. O Yoka volta à quadra no dia 9, quando enfrenta o Barueri fora de casa. O próximo jogo em Guaratinguetá também está agendado para o Itaguará, no dia 17, contra Mogi.A terceira partida como mandante será diante do Taubaté, um dos clássicos regionais da competição. A previsão da diretoria do Yoka é de que o jogo, agendado para o dia 29 deste mês, já seja realizado no Ginásio de Esportes do Pedregulho. “Até lá conseguiria reformar o ginásio com as exigências, não só dos Bombeiros, mas da Liga Paulista. Ficou acordado desse jeito, dois jogos no Itaguará, e de 29 em diante no Pedregulho”, afirmou o diretor da equipe, Edu Soares.

Segundo o diretor, as obras no Ginásio do Pedregulho estão avançadas. Foi montada uma arquibancada móvel em um dos lados da quadra. A Prefeitura deverá construir, no lado oposto, arquibancadas de alvenaria. “Quando estiver pronta, tira a arquibancada móvel e constrói dos dois lados a de alvenaria. Também nesta semana estão pintando o ginásio”, garantiu Soares.

Além das arquibancadas e da pintura, outra obrigatoriedade é a iluminação. Segundo o diretor do clube, os refletores estão sendo trocados por refletores de LED. O ginásio precisa do laudo AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) e da aprovação da própria Liga Paulista, organizadora dos principais campeonatos de futsal no Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

× Como posso te ajudar?