Celão confirma devolução de R$ 1,5 milhão a Soliva

Recurso é remanejado de reforma da nova Câmara para pagamento do 13° salário dos servidores municipais

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Marcus Soliva e Marcelo Coutinho; devolução de R$ 1,5 milhão deve garantir parcela do 13º salário a servidores (Foto: Reprodução)
Leandro Oliveira
Guaratinguetá
A Câmara de Guaratinguetá confirmou que vai devolver um total de R$ 1,5 milhão ao Executivo, referente ao duodécimo encaminhado mensalmente à Casa. O valor será utilizado para complementar os pagamentos do décimo terceiro salário dos servidores municipais.

A devolução foi possível após economia e retirada de parte do recurso que seria investido na reforma da nova sede do Legislativo.O duodécimo é repassado a cada dia 20, mas em dezembro o repasse será feito no dia 10, para que a Câmara possa devolver a quantia somada ao longo do ano para o Executivo no dia 14.

Assim, a administração municipal terá condições de injetar o recurso no pagamento do décimo terceiro salário para os servidores.

O presidente Marcelo Coutinho, o Celão (PSD) confirmou a informação. “Sabemos que a dificuldade que o nosso País enfrenta não é diferente em Guaratinguetá, e vem afetando os cofres públicos. Pensamos então em fazer um complemento com esse valor de R$ 1,5 milhão para que seja feito o pagamento do décimo terceiro no mês de dezembro”, ressaltou Celão, que contou que foi possível chegar à quantia devido à economia com gastos de papel e impressão, desde a implantação do programa “Câmara Sem Papel”, além da redução de custos com combustíveis, ligações telefônicas e manutenções.

O montante também teve parte dos recursos remanejados da reforma da nova sede da Câmara. Com a retirada da verba, as obras que estavam programadas para o ano que vem podem sofrer atraso. Atualmente, o prédio é a sede da Delegacia Regional de Ensino, que precisa ser desocupado para que o Legislativo inicie as adequações necessárias. O remanejamento de recursos pode fazer com que a Casa utilize a nova sede somente no segundo semestre de 2019.

“Dentro do nosso planejamento, mudaremos em agosto de 2019”, afirmou Celão. “Nós já estamos com todos os processos licitatórios e dependemos da saída, desocupação do prédio, para darmos início nas nossas reformas para realizarmos a primeira sessão no retorno do segundo semestre de 2019 no novo prédio”.

Os repasses referentes ao duodécimo, feitos pela Prefeitura, são de R$ 1,15 milhão mensais. Os chefes do Executivo e Legislativo devem se reunir no próximo dia 14 para formalizar a devolução de R$1,5 milhão aos cofres públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>