Carnaval de Guará pode ter seis escolas de samba após seis anos

Beira Rio vive impasse sobre desfile; Embaixada retorna depois de ausência em 2019

Desfile da Beira Rio, no Carnaval de 2019; Guará volta a contar com seis escolas para a festa deste ano (Foto: Arquivo Atos)

Leandro Oliveira
Guaratinguetá

As escolas de samba de Guaratinguetá receberam a primeira parte dos recursos destinados aos desfiles carnavalescos deste ano, em dezembro. A subvenção total é de R$ 50 mil para cada agremiação, mas é obrigatório que os grupos atendam requisitos descritos no edital de chamamento público. Das seis escolas, apenas a Beira Rio não atendeu as obrigações. Mesmo assim, a escola deve desfilar.

A campeã do Carnaval em 2019, Mocidade Alegre do Pedregulho, cumpriu com todas as obrigações do edital. Além da escola, as agremiações Acadêmicos do Campo do Galvão, Unidos da Tamandaré e Bonecos Cobiçados também receberam sinal positivo da secretaria municipal de Turismo e da Comcar (Comissão de Carnaval). A Embaixada do Morro, que não desfilou no ano passado, foi aprovada e também terá direito ao repasse.

A única agremiação que aguarda decisão judicial se pode o não receber o repasse da Prefeitura é a Beira Rio. Ainda assim, o secretário de Turismo de Guaratinguetá, Mário Augusto Nunes, assegurou que a agremiação desfilará com ou sem o pagamento feito pelo município. “Serão as seis agremiações. Após a avaliação de deliberação por parte da secretaria de Turismo e da Comcar, o Beira Rio está apto, habilitado a participar”.

As assinaturas dos contratos com as escolas de samba foram realizadas no último dia 20. O primeiro pagamento estava previsto para o dia 23. Dos R$ 50 mil destinados para cada escola, seriam repassados R$ 30 mil. O restante será pago neste ano, assim que as agremiações forem cumprindo as obrigações previstas no edital.

Presidente da Oesg (Organização das Escolas de Samba de Guaratinguetá), Maurício Fernandes, garantiu que com as seis agremiações confirmadas no desfile, o Carnaval da cidade volta a ser forte. “Isso representa o engrandecimento da nossa festa. Com cinco agremiações fica meio ruim, não fica muito legal, com seis agremiações é o que a gente espera, fazer um grande carnaval”, afirmou.

Segundo Fernandes, as agremiações estão adiantadas com a preparação de fantasias, adereços e alegorias para a festa deste ano. Os preparativos estão atrelados ao edital de chamamento público, que as escolas estão seguindo.

Passarela cheia – A última edição do Carnaval de Guaratinguetá, que contou com a participação das seis escolas de samba da cidade, foi realizada em 2014. À época, a Unidos da Tamandaré foi a campeã, depois disso, os desfiles competitivos foram realizados em 2018 e 2019, mas sem a presenças da Beira Rio e da Embaixada do Morro, respectivamente.

Compartilhar é se importar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?